A Lua cheia rosa poderá ser vista do Brasil todo!

A Lua cheia rosa será possível ser vista nesta terça-feira, dia 23/04, o nome foi dado pela NASA, mas apesar disso a Lua deste dia não tem nenhum tom rosado. Mas mesmo não sendo literalmente rosa, continua sendo um momento impressionante para se admirar aos céus, e a olho nu, em vários lugares do mundo.

Horários para observação

Para os brasileiros, especificamente no horário de Brasília, a Lua cheia estará completamente visível por volta das 20h48, de acordo com informações do site Time and Date. Em Manaus, será às 19h48 (horário do Amazonas); em Rio Branco (Acre), às 18h48. Para aqueles em Fernando de Noronha, a visualização completa ocorrerá às 21h48.

De acordo com a agência espacial norte-americana, assim como a Terra, a Lua possui um lado iluminado pelo Sol e outro lado na sombra, que varia conforme sua rotação. Durante a Lua cheia, estamos diante da máxima exposição da luz solar sobre o lado diurno da Lua.

Lua cheia rosa

Origem do nome “Lua Cheia Rosa”

O apelido peculiar “Lua Cheia Rosa” deriva das tradições dos povos nativos dos Estados Unidos. Eles associavam a Lua Cheia de abril à flor “musgo rosa” (Phlox stolonifera), uma das primeiras flores da primavera na região leste do país. Essa estação, no hemisfério Norte, se estende de março a junho.

Ao longo da história, diversas culturas deram nomes distintos à Lua cheia de abril, refletindo suas tradições e observações do mundo natural. Desde “Lua do Ovo” até “Lua da Páscoa”, cada designação carrega consigo uma riqueza cultural única.

Para os povos costeiros, a Lua deste mês marcava o período de desova do peixe sável. Já em outras culturas, ela simbolizava o florescimento das plantas e a época de nidificação das aves na primavera.

Além disso, a “Lua Cheia Rosa” tem significado especial em várias tradições religiosas. No calendário hebraico, é associada ao início da Páscoa, enquanto no hinduísmo corresponde ao festival Hanuman Jayanti, celebrando o nascimento do deus-macaco Hanuman. Na tradição budista do Sri Lanka, a ocasião é chamada de Bak Poya e marca a visita de Buda ao país.

Lua cheia rosa

Diferença entre “Lua Cheia Rosa” e superlua

É importante destacar que a “Lua Cheia Rosa” não é equivalente a uma superlua. As superluas ocorrem quando a Lua está mais próxima da Terra, resultando em uma aparência ligeiramente maior e mais brilhante.

Conclusão

A “Lua Cheia Rosa” é mais do que um simples fenômeno astronômico; é uma síntese da rica tapeçaria cultural e científica que permeia nossa compreensão do cosmos. Enquanto contemplamos sua beleza nesta terça-feira, somos lembrados da importância de reconhecer e celebrar a diversidade de perspectivas que moldam nossa visão do mundo.

Desde os povos nativos que deram o nome à flor “musgo rosa” até as tradições religiosas que atribuem significados sagrados a essa fase lunar, a “Lua Cheia Rosa” nos convida a refletir sobre nossa conexão com o universo e uns com os outros. Que ao apreciarmos esse espetáculo celestial, possamos também cultivar um maior apreço pela vastidão e complexidade do mundo que habitamos.

...