Barracão obtém melhor colocação no Sudoeste no índice de alfabetização

No Brasil, das 163 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 15 anos, 151,5 milhões sabem ler e escrever ao menos um bilhete simples e 11,4 milhões não têm essa habilidade mínima.

Em números proporcionais, o resultado indica taxa de alfabetização em 93%, em 2022 e, consequentemente, a taxa de analfabetismo foi 7% do contingente populacional.

Os dados são do Censo Demográfico 2022, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o IBGE, houve um aumento da taxa de alfabetização das pessoas de 15 anos ou mais ao longo dos censos.

A região Sul se mantém com a maior taxa de alfabetização de pessoas com 15 anos ou mais. O percentual passou de 94,9% em 2010 para 96,6% em 2022. Em seguida, com maiores taxas, vem a região Sudeste, que variou de 94,6% em 2010 para 96,1% em 2022.

O percentual de alfabetização da Região Nordeste permaneceu o mais baixo do país, com 85,8%. A segunda menor taxa de alfabetização foi encontrada na região Norte, onde o indicador mostrou 91,8%.

No Sudoeste do Paraná, o município que obteve a melhor colocação no ranking nacional foi Barracão, ocupando o lugar 1713, com um índice de 93,73% de alfabetização.

Leia mais

Núcleo de Comércio Exterior recebe devolutiva insatisfatória da Multilog

Santa Catarina completa 17 anos como “Zona Livre de Febre Aftosa sem Vacinação”

...