Assentamento de 2.800 anos descoberto com novas suspeitas sobre a Idade das Trevas

Uma descoberta arqueológica significativa em Vadnagar, Gujarat, localizada a cerca de 900 km a sudoeste de Nova Deli, na Índia, está reescrevendo a história da região. Pesquisadores de renome descobriram os restos de um assentamento humano que remonta a impressionantes 2800 anos, desafiando noções prévias sobre períodos obscuros na história indiana.

Pesquisadores do IIT Kharagpur, da Archaeological Survey of India (ASI), do Physical Research Laboratory (PRL), da Jawaharlal Nehru University (JNU) e do Deccan College, desvendaram a existência de um assentamento tão antigo quanto 800 a.C. Este achado revela a presença de sete estágios culturais distintos, segundo afirmaram as autoridades. Essa descoberta implica que a suposta “Idade das Trevas”, período entre o colapso da Civilização do Vale do Indo e o advento da Idade do Ferro, pode ser um mito, indicando uma continuidade cultural na região sem aniquilação total ao longo dos últimos 5500 anos.

Pesquisas recentes, ainda não publicadas, sugerem que o assentamento pode datar de 1400 a.C., contemporâneo à fase tardia pós-urbana do período Harappan. Esta descoberta não só estende significativamente a linha do tempo da ocupação humana na área, mas também oferece novas perspectivas sobre as interações culturais e históricas na região.

Segundo declarações do instituto, o assentamento humano é contemporâneo aos Mahajanapadas do final do período védico/pré-budista, repúblicas oligárquicas da antiga Índia. Esta conexão histórica oferece um vislumbre fascinante das primeiras formas de governança e organização social na Índia Antiga.

De acordo com Abhijit Ambekar, arqueólogo da ASI e coautor do estudo, a escavação em várias trincheiras profundas revelou a presença dos sete estágios culturais: Mauryan, Indo-Grego, Indo-Cita ou Shaka-Kshatrapas, Hindu-Solankis, Sultanato-Mogol (Islâmico), Gaekwad-Britânico colonial e a cidade continua até hoje. Notavelmente, um dos mais antigos mosteiros budistas foi descoberto durante as escavações, adicionando uma camada de profundidade religiosa e cultural ao local.

Esta descoberta em Vadnagar é um marco na arqueologia indiana, fornecendo insights cruciais sobre as fases de desenvolvimento cultural, político e religioso da região. Além de refutar a teoria da “Idade das Trevas”, ela destaca uma continuidade histórica surpreendente, demonstrando a rica tapeçaria da história indiana. À medida que continuamos a explorar e entender o passado, descobertas como essa nos ajudam a apreciar a complexidade e a resiliência das civilizações humanas ao longo dos milênios.

Veja alguns textos que podem te interessar?

...