Via Láctea e aurora boreal na foto astronômica do dia pela NASA

Foto: Giulio Cobianchi

A NASA destacou nesta terça-feira (12) uma imagem fascinante no Astronomy Picture of the Day, combinando a majestosa Via Láctea com uma deslumbrante aurora boreal. Essa composição digital única foi criada a partir de 20 fotografias capturadas nas deslumbrantes ilhas Lofoten, na Noruega, durante o ano de 2022.

Na notável imagem, a faixa da Via Láctea se desenha no lado esquerdo, revelando suas inúmeras estrelas e nebulosas. No lado direito, a aurora dança com tons envolventes de verde e vermelho, resultantes da interação entre partículas eletricamente carregadas e a atmosfera terrestre.

Uma observação mais atenta revelará outros elementos fascinantes na fotografia, como a presença de Marte, exibindo seu brilho alaranjado no lado esquerdo. O aglomerado estelar das Plêiades também faz sua marca um pouco acima do Planeta Vermelho.

A cena se completa com a majestosa galáxia de Andrômeda, visível abaixo do arco da Via Láctea. No lado direito da imagem, as estrelas que formam a constelação da Ursa Maior adornam o céu, visíveis no hemisfério norte.

Descobrindo a Via Láctea: Um Pedaço do Cosmos

A imagem revela uma seção do disco da Via Láctea, uma galáxia espiral que abriga centenas de bilhões de estrelas. Estimar sua quantidade exata é desafiador; alguns astrônomos sugerem 100 bilhões, enquanto outros aventam a possibilidade de 300 bilhões.

O disco da Via Láctea, com aproximadamente 100 mil anos-luz de diâmetro e uma espessura de 1.000 anos-luz, é o lar do nosso Sistema Solar, que orbita o centro galáctico a incríveis 828 mil km/h. Esse movimento orbital leva cerca de 250 milhões de anos para ser concluído, semelhante à órbita da Terra ao redor do Sol.

Atualmente, sabemos que a Via Láctea faz parte do Grupo Local de galáxias, composto por mais de 30 membros. Entre eles está a galáxia de Andrômeda, prevista para colidir com a nossa em bilhões de anos, possivelmente resultando na destruição dos braços espirais da Via Láctea durante esse processo cósmico.

...

+ There are no comments

Add yours