Presa de 10 mil anos descoberta em mina dos EUA revela segredos da era do gelo

Foto: North Dakota Department of Mineral Resources

Em um emocionante achado, trabalhadores de uma mina de carvão na Dakota do Norte, nos Estados Unidos, descobriram uma presa de mamute de mais de 10 mil anos de idade, enterrada a cerca de 12,1 metros de profundidade na Freedom Mine, perto de Beulah. Esta descoberta inesperada levanta questões sobre a história da região durante a Era do Gelo e oferece uma oportunidade única para estudos científicos. Neste artigo, exploraremos os detalhes desta descoberta fascinante.

O Surpreendente Achado:

Os mineiros inicialmente encontraram a presa do mamute e, surpreendidos, imediatamente interromperam a escavação e chamaram especialistas para investigar o achado. Os cientistas do Serviço Geológico de Dakota do Norte estimam que a presa tenha entre 10 mil e 100 mil anos de idade. Além da presa, outras escavações próximas revelaram mais de 20 ossos, incluindo uma omoplata, costelas, um dente e partes dos quadris do mamute.

O Mamute-Lanoso:

Os ossos pertencem a um mamute-lanoso, que foi a última espécie de mamute adaptada às regiões mais ao norte do planeta. Esses mamutes eram semelhantes em tamanho ao elefante-africano atual, medindo cerca de 3,2 metros de altura. Conviveram com os humanos, que os caçavam para alimento e utilizavam seus ossos e presas para fazer ferramentas, habitações e artefatos.

Extinção e a Época do Pleistoceno:

Os mamutes-lanosos começaram a desaparecer por volta de 10.000 a.C., e uma população isolada sobreviveu até aproximadamente 5.600 a.C. na ilha de São Paulo (EUA) e na ilha de Wrangel (Rússia), com a extinção completa ocorrendo por volta de 2000 a.C. Eles viveram na Dakota do Norte durante a Época do Pleistoceno, comumente conhecida como a Idade do Gelo, que culminou em uma extinção há cerca de 10.000 anos atrás.

A Raridade da Descoberta:

A descoberta desta presa e ossos fossilizados é considerada bastante rara na Dakota do Norte e na região em geral. Muitos registros paleontológicos foram perdidos devido a glaciações e movimentos das camadas de gelo durante a última Idade do Gelo. Paul Ullmann, paleontólogo da Universidade de Dakota do Norte, destacou a importância da descoberta e seu potencial para a compreensão da história geológica da região.

Fins Educacionais e Científicos:

A empresa proprietária da mina onde os ossos foram encontrados planeja doar os espécimes ao estado para fins educacionais e científicos. Isso abrirá oportunidades para estudos mais aprofundados e oferecerá uma visão mais clara da vida durante a Era do Gelo na região.

A descoberta da presa de mamute e outros ossos fossilizados na mina da Dakota do Norte é uma revelação emocionante que enriquece nosso entendimento da vida na região durante a Era do Gelo. Esses vestígios pré-históricos não apenas fornecem pistas sobre a fauna antiga, mas também inspiram pesquisadores a explorar os segredos enterrados profundamente no solo. Essa doação para fins educacionais e científicos promete abrir novos caminhos para o estudo e apreciação da rica história geológica da Dakota do Norte.

...