Ponte nos EUA desaba após colisão com navio e equipes procuram por 7 pessoas na água

Ponte Francis Scott Key, em Baltimore, é destruída após navio colidir com a estrutura — Foto: Harford County MD Fire & EMS/ via Reuters

No silêncio da madrugada em Baltimore, Maryland, um cenário de horror se desdobrou quando a ponte Francis Scott Key desabou após uma colisão devastadora com um navio cargueiro. O incidente, capturado pelas câmeras de monitoramento, resultou em duas pessoas resgatadas, uma delas lutando pela vida. Enquanto as autoridades iniciam uma corrida contra o tempo para localizar sobreviventes, mergulhadores enfrentam águas geladas, onde o perigo de hipotermia é iminente.

O caos se instaurou nas águas do Rio Patapsco, com mergulhadores enfrentando temperaturas de 9ºC, uma ameaça letal que paira sobre aqueles que enfrentam a água gelada. Os esforços de resgate são intensificados, com as equipes ainda lutando para determinar o número exato de pessoas desaparecidas. Inicialmente, relatos sugeriam até 20 indivíduos desaparecidos, mas a incerteza persiste enquanto os mergulhadores continuam suas buscas incansáveis.

“Estamos em uma situação de busca e resgate no momento, e seguiremos nela por algum tempo”, afirmou James Wallace, chefe do corpo de bombeiros local, destacando a magnitude da emergência. Kevin Cartwright, diretor de comunicação do Corpo de Bombeiros de Baltimore, descreveu a situação como “terrível”, destacando a complexidade das operações de resgate em andamento.

Ponte nos EUA desaba

Enquanto as equipes de resgate enfrentam as adversidades impostas pelo clima gélido, drones equipados com câmeras infravermelhas e sonares são mobilizados para auxiliar nas operações. A temperatura em Baltimore nesta fatídica madrugada chegou a cerca de -1ºC, agravando ainda mais a difícil tarefa dos socorristas.

Ponte nos EUA desaba
Destroços da ponte Fancis Scott Key caem sobre a proa do porta-contêiner Dali após a colisão do navio contra a estrutura em Baltimore, nos EUA — Foto: Julia Nikhinson/Reuters

O navio envolvido no acidente, identificado como o porta-contêiner Dali, adiciona uma dimensão ainda mais complexa à tragédia. Com 300 metros de comprimento e 48 metros de largura, sua colisão com a ponte Francis Scott Key desencadeou uma série de eventos catastróficos, deixando uma cidade inteira em estado de choque.

Resposta das Autoridades e Suspensão do Tráfego

Como medida de precaução, todas as vias na região da ponte Francis Scott Key foram bloqueadas pela Autoridade de Transporte de Maryland. O tráfego naval no porto de Baltimore também foi suspenso, enquanto o espaço aéreo é estritamente controlado. O governador de Maryland, Wes Moore, declarou estado de emergência, enquanto líderes nacionais, incluindo o secretário de Transporte dos EUA, Pete Buttigieg, oferecem apoio e assistência.

Uma Ponte Marcada pela História e pela Tragédia

A ponte Francis Scott Key, inaugurada em 1977, agora se tornou o epicentro de uma tragédia que ecoará na história de Baltimore. Batizada em homenagem ao autor do hino nacional dos Estados Unidos, Francis Scott Key, a ponte testemunhou a glória e agora a tragédia. Seus destroços são testemunhas silenciosas de uma colisão que interrompeu não apenas o tráfego, mas também a vida de inúmeras pessoas.

Enquanto as operações de busca e resgate continuam, uma cidade se une na esperança de encontrar mais sobreviventes entre os destroços. Por trás da devastação, surge a determinação de reconstruir e superar, em um lembrete sombrio da fragilidade da vida humana diante das forças implacáveis da natureza e do acaso.

Tragédia em Baltimore: Ponte Desaba após Colisão de Navio Cargueiro

Enquanto Baltimore enfrenta o luto pelas vidas perdidas e os destroços da tragédia, a cidade se une em solidariedade e determinação por causa da Ponte nos EUA desaba. Cada história de sobrevivência é um raio de esperança em meio à escuridão, um lembrete poético da resiliência do espírito humano. Nas horas mais sombrias, vemos o melhor da humanidade emergir: vizinhos se ajudando, equipes de resgate arriscando suas vidas e líderes se unindo para guiar a comunidade através da tempestade.

À medida que as famílias aguardam notícias de seus entes queridos, a cidade se compromete a honrar os que se foram, reconstruindo não apenas a ponte, mas também o tecido social que a tragédia rasgou. Cada tijolo, cada viga erguida será um testemunho da resiliência de Baltimore, uma promessa de que, apesar da dor e da perda, o futuro ainda brilha com possibilidades.

Enquanto as águas do Rio Patapsco acalmam, uma cidade se ergue com determinação renovada, transformando a tragédia em um catalisador para a mudança e o crescimento. A ponte Francis Scott Key pode ter caído, mas o espírito indomável de Baltimore permanece inabalável, um farol de esperança em um mar de incertezas. E assim, em meio à dor, encontramos força; em meio à desolação, encontramos solidariedade; e em meio à escuridão, encontramos luz.

siga google news disparada 1 138
...