Picolé auxilia no tratamento de crianças com câncer em Santa Catarina

A oncologia pediátrica enfrenta constantes desafios no tratamento de crianças com câncer. O diagnóstico, as intervenções constantes e os possíveis efeitos colaterais das medicações exigem uma busca para amenizar essa grande batalha contra a doença.

No Hospital Santo Antônio, de Blumenau, unidade contratualizada com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) para atendimento via SUS, uma iniciativa cheia de doçura tem trazido alegria para as crianças: a oferta de picolés para alívio da mucosite.

Desencadeada frequentemente pela quimioterapia e radioterapia, essas feridas na boca provocam dor intensa e dificuldades na alimentação. No entanto, o picolé desempenha um papel fundamental no alívio dos sintomas e na melhoria da qualidade de vida desses pacientes. Essa técnica é conhecida como crioterapia e tem sido utilizada para o alívio dos sintomas.

No Hospital, os picolés e sorvetes são oferecidos diariamente para as crianças em tratamento. “A crioterapia através de alimentos extremamente gelados como sorvete, picolé ou pedaços de gelo, quando consumidos, causa vasoconstrição, interrompendo a inflamação na região da mucosa da cavidade oral e reduzindo o contato de drogas tóxicas com a camada mucosa.

Além disso, o sorvete também alivia sintomas como os enjoos, gerando uma sensação de bem-estar e conforto durante a internação”, explica a nutricionista clínica do Hospital Santo Antônio, Viviane Henckel.

O Hospital Santo Antônio faz parte da rede de atendimento oncológico pediátrico do Sistema Único de Saúde de Santa Catarina, sendo referência para 53 municípios.

...