Oeste inaugura rota de cicloturismo

“Um sonho que se sonha só é só um sonho, mas um sonho que se sonha junto é realidade”. A frase de origem incerta é a definição perfeita para a criação do Circuito Velho Oeste inaugurado sábado, 20 de abril, em Cunha Porã, cidade situada a cerca de 700 quilômetros da capital do estado, Florianópolis.

A inauguração coroou um projeto iniciado despretensiosamente entre amigos, em 2017, e que atualmente abrange 13 membros da Associação dos Municípios do Entre Rios (Amerios), ao longo de 314 quilômetros. O sucesso do objetivo se deve à união, com fins turísticos, dos destaques da região: riqueza natural, gastronomia com o tempero dos imigrantes europeus, pousadas conhecidas pela hospitalidade oestina e o talento empreendedor dos catarinenses. Tudo isso costurado em uma atraente rota de ciclo-turismo.

“O grande desafio era provar que o apelo turístico-ecológico provocaria um impacto altamente positivo, trazendo mais do que retorno financeiro. Na verdade, é um tributo ao amálgama cultural dos nossos habitantes e à natureza exuberante de nossa região. Cenário ideal para a prática não só do ciclismo, mas também de esportes variados”, explicou o jornalista e diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), Dayan Schütz.

Ele, a professora universitária Kiciosan da Silva Galli, o diretor geral da Alesc, Alexandre Lencina Fagundes e o deputado Mauro de Nadal (MDB), presidente do Parlamento estadual, foram os pioneiros responsáveis por expandir a ideia. Ao longo dos anos, cresceu a adesão de incentivadores de peso e a consolidação de parcerias com o poder público. Entre as instituições já envolvidas estão a Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), a Polícia Militar (PM-SaC), a Federação Catarinense de Municípios (Fecam), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio), além de prefeituras.

Mas é claro que nada seria possível sem o comprometimento da comunidade. A forte base comunitária era evidente no entusiasmo demonstrado com a concretização da iniciativa. A praça central de Cunha Porã sediou uma mostra diversa, vitrine da pujança dos produtores locais. Queijo, vinho, cerveja, licores, geleias e outros produtos artesanais de alta qualidade – alguns premiados dentro e fora do país – estavam expostos lado a lado a representantes de estabelecimentos turísticos, entre outros.

Inaugura
Inauguração da rota cicloturística | Foto: Divulgação

A exposição ímpar antecedeu o “pedal” inaugural de 15 quilômetros encerrado em uma confraternização na Cervejaria Oluns. O ex-reitor da Udesc, Dilmar Baretta, comemorou: “A Universidade reconhece e valoriza muito as pessoas e as instituições que a ajudaram na sua missão de levar desenvolvimento para Santa Catarina e para o Brasil. É por isso que somos gratos ao deputad o Mauro de Nadal, que destinou recursos a este projeto por meio de emenda parlamentar”.

Este e outros apoios possibilitaram instalar infraestrutura segura nas estradas delimitadas entre os rios das Antas e Uruguai. Todo o caminho foi georeferenciado, sinalizado com pontos de abastecimento para hidratação, alimentação e descanso. Cada parada é um convite para apreciação do entorno rico em biodiversidade, onde não é raro descobrir cascatas cristalinas e outras belezas da Mata Atlântica. O mais alto mirante da região é o Morro das Antenas, palco de um estonteante pôr do sol e frequentado por apreciadores do voo livre.

Inaugura
Os idealizadores do projeto Dayan Schütz, Micheli Schütz e Kiciosan Galli | Foto: Divulgação

A partir do lançamento oficial, esta alternativa para o desenvolvimento independente da agroindústria alcança o patamar do autêntico turismo de bem-estar. A proposta é que os desportistas e acompanhantes experenciem vivências bucólicas das mais diversas: colher delicados morangos, saborear frutos e hortaliças livres de agrotóxicos, desfrutar dos benefícios de fontes termais, ou descobrir as infindáveis propriedades das ervas medicinais, sabedoria ancestral inserida na cultura local. E por fim, há a possibilidade de retomar um ritmo holístico, dissociado do estresse das metrópoles.

O turista pode até brincar de voltar no tempo, hospedando-se em uma pousada ambientada na Santa Catarina de meio século atrás. Afinal, é um privilégio ter a possibilidade de visitar um mundo diferenciado, no qual o simples prazer de apreciar o aroma das hortas é valorizado. O nde há tempo de tomar um chá com propriedades curativas e relaxantes, desfrutar de um café da tarde em torno de uma mesa farta ou sentir a camaradagem existente na tradicional roda de chimarrão. Esperamos por você!

Municípios integrantes do Circuito de Turismo Velho Oeste

  • Bom Jesus do Oeste
  • Caibi
  • Cunha Porã
  • Cunhataí
  • Flor do Sertão
  • Iraceminha
  • Maravilha
  • Modelo
  • Palmitos
  • Santa Terezinha do Progresso
  • Saudades
  • São Miguel da Boa Vista
  • Tigrinhos

Empreendedores presentes na inauguração

  • Estância São Francisco
  • Uvas da Colina
  • Rancho Velho
  • Chácara Nossa Senhora Aparecida
  • Xamaterra
  • Cacharia Hansen
  • Pousada Dona Selma
  • Morangos Kluge
  • Caldo de Cana do Zeca
  • Sítio Verde Aroma
  • Cervejaria Oluns
  • Queijos Perosa
...