Obras da Perimetral Leste de Foz do Iguaçu avançam em novas frentes de trabalho

Foto: DER-PR

O mês de janeiro marcou a retomada e o avanço das obras de implantação da rodovia Perimetral Leste de Foz do Iguaçu, na região Oeste, com aumento de pessoal nas frentes de trabalho e a chegada de mais equipamentos. A iniciativa é administrada pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), autarquia da Secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL), resultado de uma parceria com o governo federal e a Itaipu Binacional.

Os serviços de terraplenagem estão concentrados na implantação da nova plataforma da rodovia em trecho de cerca de 2 quilômetros entre as ruas Carlos Urnau e Francisco Fogaça, após a BR-469.

Em trecho mais adiante, entre a Avenida República Argentina e a Rua Mercúrio, foram executados 3,3 quilômetros de sub-base da pista, que na sequência receberá implantação de base e da camada asfáltica. A sub-base continua em execução no segmento seguinte, já próximo à Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu, onde futuramente haverá uma rótula alongada.

Também está em execução a galeria dupla de concreto sob a BR-469, parte do sistema de drenagem de águas da perimetral. Após a sua conclusão, serão feitas as alças do novo viaduto na interseção entre as rodovias.

Na nova aduana Brasil-Paraguai foram executados 23 dos 100 blocos de fundação e 220 estacas-raiz, etapa que deve ser finalizada em 80 dias. Após as fundações serem concluídas, terão início as obras de engenharia civil no local.

Em 2023 o DER/PR concluiu segmentos de pavimentação da perimetral leste de Foz do Iguaçu entre a nova Ponte da Integração Brasil – Paraguai e a Rodovia das Cataratas (BR-469), assim como quatro novos viadutos na Avenida General Meira, no acesso para a Ponte Tancredo Neves, na BR-469 e na BR-277.

ACORDO – O novo ritmo dos trabalhos foi possível após acordo homologado na Justiça Federal, que resultou na inclusão na obra de implantação dos viadutos na Avenida República Argentina e na Avenida Felipe Wandscheer, além de novas estruturas da aduana Brasil-Paraguai e da aduana Brasil-Argentina.

Com isso, o valor contratual da obra passou de R$ 104.060.724,38 para R$ 136.888.150,32, e o novo prazo de conclusão para novembro de 2025. O investimento até o momento foi de cerca de R$ 30,9 milhões, representando 22,6% do total previsto – uma porcentagem menor que a divulgada anteriormente (25,7%), mas refletindo o valor maior total.

O DER/PR publica boletins sobre o andamento da obra, distribuídos por e-mail para interessados, que podem se inscrever em https://www.der.pr.gov.br/inscrever. O mais atual está AQUI.

...