O esportista Fábio Muniz inspira com sua história no mundo do velocross

A história de Fábio Muniz no mundo das motos teve início em 1982, quando seu irmão, César Muniz, abriu uma oficina de motos em Dionísio Cerqueira e começou a competir em corridas.

Fábio, com apenas quatro anos, foi introduzido ao esporte por César, aprendendo a pilotar uma moto ‘turuna’. Esses momentos iniciais marcaram o despertar de um interesse que definiria o curso de sua vida.

Em 1991, a paixão de Fábio pelo motociclismo o levou ao bicicross em Santo Antonio do Sudoeste, onde conquistou seu primeiro troféu. Essa vitória foi o início de uma coleção impressionante de mais de 560 troféus. A ascensão de Fábio no esporte foi rápida, culminando com o título de vice-campeão brasileiro de bicicross em 1992.

Crescimento e evolução no esporte

O cerqueirense Fábio Muniz participou do programa Diz Aí Podcast, promovido pela TV da Fronteira, no dia 12 de janeiro, quando narrou a sua trajetória no bicicross, destacando sua participação em várias competições e categorias, incluindo a Copa Iguaçu de Motocross e campeonatos regionais.

Ele refletiu sobre a evolução de correr em categorias menores para as maiores, demonstrando um progresso constante e uma dedicação incansável ao esporte.

A emoção de correr e a gratificação de ganhar troféus são incomparáveis. Ele compartilha a alegria de doar alguns de seus prêmios para crianças em eventos, ressaltando a importância de inspirar a próxima geração de pilotos. Apesar dos desafios em armazenar e cuidar de tantos troféus, cada um representa uma história de esforço e dedicação.

“Como toda atividade, essa apresenta inúmeros desafios. Por isso que muitos desistem, por força do trabalho, pelos compromissos, pela questão financeira, mas o importante é persistir e continuar, sempre em frente.

A gente tem muitas dificuldades até mesmo para treinar, afinal aqui nas cidades gêmeas não temos uma pista de motocross, o que afeta a entrada de novos talentos na atividade. Mas a gente continua persistindo, temos um grupo de jovens inspirados a competir, que que estamos otimistas com bons resultados no futuro”, comentou ele.

Construindo inspiração

A “Equipe Fronteira” de velocross, da qual Fábio faz parte, é um exemplo vívido de como o esporte une pessoas. Com mais de 40 integrantes e mais de 30 motos, a equipe inclui pilotos de todas as idades, incluindo crianças, como uma de apenas 4 anos que já compete.

Esta inclusão ressalta o valor do esporte como um meio de construir comunidade e inspirar jovens talentos. Ele também planeja continuar competindo e ajudando outros pilotos, mostrando sua dedicação não apenas como competidor, mas como mentor e entusiasta do esporte.

A história de Fábio Muniz no velocross é uma jornada de paixão, desafios e sucessos contínuos. Seu legado não se limita às pistas, mas se estende na inspiração que ele proporciona a jovens pilotos e na comunidade que ele ajuda a construir.

Ele é um exemplo de que, com dedicação e apoio, os obstáculos podem ser superados e os sonhos, realizados.

Assista a matéria completa no DIZ AÍ PODCAST.

...