O enigma milenar da majestosa pedra flutuante do Japão

Nas profundezas da Prefeitura de Hyogo, na cidade de Takasago, repousa um dos monumentos mais misteriosos e fascinantes do Japão: Ishi-no-Hoden. Esta estrutura colossal de pedra, que lembra a forma de uma antiga televisão de tubo, parece flutuar sobre um lago, capturando a imaginação de todos que a veem. Com cerca de 6 metros de altura e pesando 500 toneladas, Ishi-no-Hoden é uma maravilha tanto da história quanto da arqueologia japonesa.

Segundo a lenda, Ishi-no-Hoden foi uma tentativa dos deuses Ookuninushi e Sukunabikona de construir um castelo inteiro na montanha Hodenyama em apenas uma noite. Apesar do projeto ter ficado inacabado devido a uma rebelião liderada por um deus provincial, a presença desse monumento até hoje evoca um sentido de mistério e divindade.

Em meio à pandemia da Covid-19, Ishi-no-Hoden tem atraído um número crescente de peregrinos e devotos. A lenda diz que, há mais de dois mil anos, durante uma epidemia devastadora, os deuses Ookuninushi e Sukunabikona apareceram em um sonho do Imperador Sujin, prometendo proteção ao país se fossem consagrados. Após a consagração, a epidemia parou completamente. Hoje, muitos buscam em Ishi-no-Hoden um sinal de esperança e proteção.

Localizado a cerca de 100 quilômetros de Asuka, na província de Nara, Ishi-no-Hoden compartilha semelhanças estilísticas com as esculturas do período Jomon, a civilização pré-histórica mais antiga conhecida do Japão. Tal como o Masuda-no-Iwafune em Asuka, Ishi-no-Hoden é esculpido em hyaloclastite, uma pedra rica em vidro vulcânico preto, formada há 70 milhões de anos.

Ishi-no-Hoden é considerado uma das três pedras mais misteriosas ou “estranhas” do Japão, ao lado de Ama no Sakahoko e Yonku no Shinkama. Cada uma dessas pedras carrega sua própria lenda e mistério, desde a lança plantada pelos deuses criadores do arquipélago japonês até as vasilhas de pedra cuja água nunca transborda ou seca.

Um dos maiores enigmas de Ishi-no-Hoden é como ela foi esculpida. Até hoje, não foram encontradas ferramentas de pedra, inscrições ou quaisquer indícios que revelem quem a construiu e para qual propósito. Isso deixa aberta a questão de como uma pedra tão massiva foi esculpida e movida com as tecnologias disponíveis há milhares de anos.

A área montanhosa de Hodenyama, lar de uma antiga pedreira de onde a pedra Yongsan tem sido extraída por séculos, continua a ser um local de significado histórico e nacional para o Japão. Designada como um Tesouro Nacional Japonês em outubro de 2014, a pedreira Yongsan e o enigmático Ishi-no-Hoden permanecem como testemunhas silenciosas da rica tapeçaria cultural e espiritual do Japão. Ishi-no-Hoden não é apenas uma maravilha arqueológica, mas também um símbolo de esperança, mostrando que mesmo em tempos de crise, a humanidade busca conforto e proteção nas histórias e monumentos dos tempos antigos.

...