O enigma das ruínas da igreja mais antiga do Brasil

Imagina pisar em um solo que carrega consigo não apenas a história, mas também as lendas e as convicções de um povo. No coração de Peruíbe, uma cidade do Estado de São Paulo, está a Igreja do Abarebebê, considerada a primeira igreja construída no Brasil. Vamos conhecer a rica história e as lendas que circundam essa estrutura de argila e pedras.

Para entendermos a importância dessa igreja, é crucial saber o significado por trás de seu nome. “Abarebebê” é um termo em tupi-guarani que se traduz como “o padre voador”. Este nome foi dado ao padre jesuíta Leonardo Nunes, um homem de estatura notável e de passo tão rápido que os índios locais acreditavam que ele poderia voar. O padre, que esteve no Brasil por volta de 1860, era um catalisador de milagres e de fé, deixando sua marca não apenas nas pedras da igreja, mas também nos corações dos nativos.

Construída por volta de 1530 na antiga vila de Iperoig, a igreja foi moldada por mãos indígenas catequizadas pelos jesuítas. A matéria-prima da edificação é simples: argila e pedras. No entanto, sua simplicidade arquitetônica não reflete a complexidade e riqueza cultural que ela abriga. O monumento é uma fusão de crenças, etnias e histórias, fazendo dele um símbolo único da herança brasileira.

O legado da Igreja do Abarebebê foi reconhecido em 1979 quando foi tombada pelo CONDEPHAAT (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico). Mas o seu valor transcende as fronteiras da cidade de Peruíbe ou mesmo do Brasil. Ele é uma relíquia que pertence à história mundial, pois foi um dos primeiros locais onde a fé cristã colocou suas raízes no Novo Mundo.

A Igreja do Abarebebê é mais do que um monumento; é uma cápsula do tempo que nos transporta para o início da formação cultural e religiosa do Brasil. Seu nome, sua estrutura e sua história são testemunhos silenciosos da fusão de mundos e crenças que aconteceu naquele solo sagrado.

Embora muitos a vejam como apenas uma igreja antiga feita de argila e pedras, aqueles que compreendem seu verdadeiro valor sabem que ela é, na realidade, um tesouro imensurável que liga o passado, o presente e o futuro da identidade brasileira.

...