No Dia Nacional da Educação Ambiental, conheça ações realizadas por Santa Catarina

O Dia Nacional da Educação Ambiental é celebrado nesta segunda-feira, 3, mas as iniciativas voltadas para esta temática ocorrem todos os dias nas escolas estaduais de Santa Catarina. A Secretaria de Estado da Educação orienta as unidades escolares para ações, atividades e projetos de Educação Ambiental (EA) a partir da realidade socioambiental de cada unidade escolar ou comunidade, considerando a diversidade cultural das regiões catarinenses.

O Estado possui uma Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental (CIEA/SC), composta de 28 representantes de entidades governamentais e de organizações da sociedade civil. A CIEA/SC é vinculada à Secretaria de Estado do Meio Ambiente e da Economia Verde (Semae) e tem por finalidade identificar, analisar e propor ações e processos participativos na construção e no acompanhamento de políticas e programas de Educação Ambiental no estado, em consonância com a Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA).

plan2

“Esse dia merece ser comemorado, pois aborda um tema que certamente nos trará muitos benefícios no futuro! A preservação do meio ambiente, que precisamos tanto defender, depende da conscientização ambiental de nossas crianças e jovens”, reforçou o secretário adjunto do Meio Ambiente e Economia Verde, Guilherme Dallacosta.

“A educação ambiental é um componente essencial e permanente da educação e deve estar presente em todos os níveis e modalidades do processo educativo, formal e não formal. Em Santa Catarina não é diferente. Unindo esforços, em conjunto com outras secretarias de governo, instituições e municípios, estamos buscando promover ações cada vez mais eficazes e que atendam às necessidades específicas de cada região catarinense. É fundamental para a qualidade da aprendizagem dos nossos estudantes trabalhar essas competências, que vão além das salas de aula”, afirmou o secretário de Estado da Educação, Aristides Cimadon.

Comunidade e família envolvidas

Na EEB Leopoldo José Guerreiro, em Bombinhas, a comunidade se mobiliza para a preservação do ambiente escolar há quase 10 anos. O Programa Permanente Cuidando e Transformando a Nossa Escola, implementado na unidade, é um projeto de educação ambiental cujos objetivos são incentivar o protagonismo, a responsabilidade e a participação da comunidade escolar, a partir de ações éticas e políticas, como parte do conhecimento geográfico na escola.

A ação envolve o planejamento, manutenção, conservação física e utilização do espaço escolar, que envolve estudantes, professores, funcionários e famílias, como colaboradores e voluntários. Uma aula a campo é ofertada a cada 15 dias, durante a qual realizam o plantio e os tratos de plantas, a pintura de muros, a limpeza do entorno e do espaço interno escolar e outras tarefas propostas, e também estabelecem um processo de educação por meio da observação da paisagem e da interpretação do espaço geográfico.

Primeira escola lixo zero

Santa Catarina também é o estado da primeira escola lixo zero do Brasil. A EEB Aldo Câmara da Silva, em São José, é inspiração para muitas outras. O projeto nasceu em 2019 nas aulas de português e, após um seminário, os alunos se desafiaram a reduzir em pelo menos 90% a produção de lixo. Este ano, no Dia da Família na Escola, a unidade inaugurou o Laboratório Lixo Zero.

Perto do refeitório, há diferentes caixas para que os estudantes possam descartar embalagens, papel usado em sala de aula, entre outros. O lixo orgânico produzido na escola passa por um processo de transformação. Por meio das leiras de compostagem, se transforma em adubo e ajuda a alimentar o ciclo de vida na unidade, retornando para uma horta para virar alface, tomate, abóbora e outros alimentos plantados ali.

Além disso, o Governo de Santa Catarina fomenta a mobilização de ações de conscientização, prevenção, combate e controle do Aedes aegypti, em parceria com a Secretaria da Saúde de Santa Catarina. O material Aedes aegypti: O controle do mosquito é a melhor maneira de evitar Dengue, Zika e Chikungunya, elaborado pela SED, é utilizado como apoio para trabalhos pedagógicos realizados nas escolas, assim como um repositório de materiais disponíveis no site da Secretaria.

A SED também tem parcerias com o Programa Defesa Civil na Escola, que visa promover ações que ampliem a resiliência nas comunidades, nos estudantes, na população frente a ocorrência de eventos adversos; com o Programa Saúde na Escola, que tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde; e com o Programa Protetor Ambiental (PROA), que tem o foco na educação informal de adolescentes com questões relacionadas ao meio ambiente.

...