Megaestrutura de caça submersa revela segredos da idade da pedra

Imagem: Philipp Hoy

Arqueólogos mergulharam nas profundezas do Mar Báltico e emergiram com uma descoberta surpreendente: as ruínas submersas de uma megaestrutura construída há mais de 10 mil anos. Com quase 1 quilômetro de extensão, essa construção ancestral não apenas impressiona pelo tamanho, mas também pela complexidade de sua finalidade: servir como uma ferramenta de caça para os povos da Idade da Pedra. Batizada como Blinkerwall, essa estrutura se destaca como uma das mais antigas e maiores construções da Idade da Pedra encontradas na Europa.

Equipes de pesquisadores das universidades de Kiel e Rostock, juntamente com o Instituto Leibniz de Pesquisa do Mar Báltico, empreenderam uma jornada intrigante para desvendar os segredos das profundezas. Utilizando uma combinação de navios e drones submarinos equipados com tecnologia avançada de sonar, eles mapearam meticulosamente a forma e as dimensões da estrutura submersa. O que emergiu de suas investigações foi uma rede de pelo menos 1.673 pedras, dispostas estrategicamente ao longo de 971 metros, a uma profundidade de 21 metros. Essa complexa configuração descarta a mera possibilidade de formação natural, como ação erosiva, e aponta diretamente para a mão habilidosa do homem pré-histórico.

A Blinkerwall não é apenas uma estrutura impressionante; é também uma cápsula do tempo que nos transporta para uma era longínqua. Acredita-se que tenha sido originalmente erguida em terra firme, há cerca de 10 mil anos, após o fim da última Era do Gelo. No entanto, o destino reservou-lhe uma imersão abrupta, à medida que as águas do mar subiram entre 8.600 e 8 mil anos atrás, engolindo a vastidão de terra que outrora sustentava a construção e seus construtores. Esse período de inundação em massa, impulsionado pelo aumento dos níveis do mar, moldou irreversivelmente o cenário geográfico da Europa do Norte, deixando para trás vestígios submersos de antigas civilizações.

Mas qual era a função dessa colossal estrutura? Os estudiosos conjecturam que ela desempenhava um papel vital na sobrevivência das comunidades da Idade da Pedra, servindo como um elaborado mecanismo de caça. Situada estrategicamente ao longo das rotas de migração das renas, a Blinkerwall oferecia aos caçadores ancestrais uma vantagem crucial na busca por alimento. Sua localização topográfica cuidadosamente escolhida não era mero acaso; era uma expressão da profunda compreensão e respeito pela natureza que permeava as sociedades antigas.

A descoberta da Blinkerwall é mais do que uma mera curiosidade arqueológica; é um lembrete impressionante da extraordinária capacidade humana de adaptação e inovação. Diante dos desafios implacáveis impostos por um ambiente hostil, nossos antepassados da Idade da Pedra demonstraram uma habilidade notável para conceber e construir estruturas monumentais que transcenderam os limites de sua época. Ao explorar e compreender essas maravilhas do passado, não apenas enriquecemos nossa compreensão da história humana, mas também nos conectamos de maneira mais profunda com as raízes de nossa própria existência.

...