Iphan confirma revitalização de fortes em Fernando de Noronha

Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) anunciou oficialmente a revitalização dos icônicos Fortes de Santo Antônio e São Pedro do Boldró, localizados em Fernando de Noronha. O investimento estimado para essa empreitada, que faz parte do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC) do patrimônio histórico, alcança a marca de R$ 18 milhões. Essa iniciativa promete preservar e destacar o riquíssimo patrimônio histórico da região.

Recuperação Planejada:

Márcia Hazin, representante do Iphan em Fernando de Noronha, confirmou a destinação da verba para a restauração dos Fortes, ressaltando a importância desse investimento para a preservação da história local. O projeto prevê a realização dos trabalhos de conservação e revitalização em 2024, visando não apenas a restauração estrutural, mas também a valorização do contexto histórico dos Fortes.

Parceria Estratégica:

O presidente do Iphan, Leandro Grass, estendeu o convite ao governo de Pernambuco para ser parceiro nesse projeto ambicioso. Além dos Fortes em Fernando de Noronha, o convite abrange a requalificação do Largo da Igreja de Nossa Senhora do Monte e a restauração da Igreja de São Pedro, localizadas na cidade de Olinda. Essa colaboração pretende ampliar os esforços na preservação do patrimônio histórico em duas regiões distintas.

Detalhes do Investimento:

Os recursos destinados serão distribuídos entre o Forte Santo Antônio, com um investimento estimado de R$ 8.548.647,41, e o Forte São Pedro do Boldró, que receberá aproximadamente R$ 9.597.655,15. O ofício enviado à governadora de Pernambuco estabelece requisitos técnicos e gerenciais fundamentais, indicando o início da obra no primeiro semestre de 2024.

Perspectivas e Desafios:

Márcia Hazin enfatiza que os trabalhos envolvem a consolidação das ruínas, restauração, implantação de passarela, entre outros aspectos. A forma de cessão de uso dos imóveis ainda será definida, revelando que a preservação vai além da estrutura física, considerando também a utilização futura desses espaços históricos.

A confirmação da revitalização dos Fortes de Santo Antônio e São Pedro do Boldró em Fernando de Noronha representa um marco na preservação do patrimônio histórico brasileiro. Com o apoio do Novo PAC, esse projeto promete não apenas restaurar construções antigas, mas também reacender o interesse pela rica história da região. O compromisso do Iphan e a possível parceria com o governo de Pernambuco destacam a importância de esforços conjuntos na proteção e valorização do nosso legado cultural.

...