Hemosc inicia a produção de colírio e entrega o medicamento ao primeiro paciente

O Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Heemosc), unidade da Secretaria de Estado da Saúde (SES), iniciou o processo de produção do Colírio de Soro Autólogo, que é feito a partir do sangue do próprio paciente que precisa fazer uso dele. Com isso, os primeiros frascos do medicamento foram entregues ao paciente Thierry Gustavo da Maia, de 19 anos, natural de Araquari.

Segundo o diretor médico do Hemosc, Guilherme Genovez, “o colírio é indicado para o tratamento de doenças graves da superfície ocular, doença do enxerto versus hospedeiro com manifestação ocular, síndrome de Stevens-Johnson, síndrome de Sjogrën, olho seco severo e entre outras condições clínicas.”

Thierry Gustavo da Maia, o caçula de nove filhos, foi diagnosticado aos três anos de idade com a síndrome de Stevens-Johnson que acarretou danos oculares. “Esse novo tratamento irá melhorar a minha visão, pois o meu olho é muito ressecado”, relata Thierry que já está fazendo uso de colírio.

De acordo com Sara Amaral de Oliveira, mãe de Thierry, as últimas lágrimas do filho foram aos três anos. “Enxergando melhor, o Thierry poderá ter uma melhor qualidade de vida, possibilitando a realização de alguns projetos, como concluir o segundo grau”, revela Sara.

A coleta do sangue do paciente para a produção do seu colírio foi realizada no começo de abril. As amostras de sangue são processadas produzindo um colírio estéril que somente é entregue ao paciente após a realização de testes de controle de qualidade.

Colírio de Soro Autólogo

O Hemosc possui autorização da Vigilância Sanitária para a produção do Colírio de Soro Autólogo seguindo requisitos de qualidade, como rastreabilidade e esterilidade. A partir da coleta de oito tubos de 10 mL de sangue total são produzidos cerca de quatro frascos de 10 mL de colírio.

Produzido na sede do Hemosc Florianópolis, o colírio não pode ser compartilhado, sendo somente de uso próprio. Será oferecido aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) de todo o Estado que possuem prescrição médica. Eles precisam ser encaminhados por oftalmologistas para agendamento, via SISREG, no Hemosc, conforme disponibilidade da agenda.

A diretora-geral do Hemosc, Patrícia Carsten, destaca que o início da produção do Colírio de Soro Autólogo é um marco para a instituição. “Houve um empenho da SES, FAHECE e HEMOSC para esta iniciativa que se tornou realidade. É mais um serviço especializado que o HEMOSC disponibiliza para a população catarinense”, comemora.

...