Governo de SC deve investir R$ 3,2 milhões para cultivo de cereais

O Governo do Estado de Santa Catarina deve investir R$ 3,2 milhões para produção de trigo, triticale e cevada no Estado, valor 60% superior ao de 2023. O objetivo é incentivar a produção o cultivo de cereais de inverno.

Os recursos serão destinados para o Programa de Incentivo ao Cultivo de Cereais de Inverno, desenvolvido desde 2021 pela Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária.

Conforme a Epagri, o objetivo é alavancar a produção das culturas como uma estratégia para abastecer as cadeias produtivas de aves e suínos, com foco em reduzir a dependência do Estado pelas importações de milho para alimentação animal.

Segundo um estudo da Epagri/Cepa, para atender essa produção o Estado necessita anualmente em torno de 8 milhões de toneladas de milho para a fabricação de ração.

Na safra 2022/2023 a produção de milho em SC foi de aproximadamente três milhões de toneladas, segundo dados disponíveis no Observatório Agro Catarinense.

O déficit na relação de produção e consumo é de 5 milhões de toneladas, que precisam ser importadas de outros estados e países vizinhos para abastecer a cadeia produtiva catarinense.

Benefícios do Programa para o cultivo de cereais

Segundo o diretor de Cooperativismo e Desenvolvimento Rural, Léo Kroth, as culturas produzidas no inverno são consideradas excelentes alternativas para suprir a escassez de milho usado para a produção de ração animal.

“Segundo pesquisas desenvolvidas pela Embrapa Trigo (RS) e Embrapa Suínos e Aves (SC), esses cereais são opções viáveis para substituir o milho na formulação de rações e concentrados para alimentar suínos e aves”, enfatiza.

Leia mais

Governo emitiu 4 mil Carteirinhas do Autista em abril em mutirões pelo Estado

Santa Catarina envia equipes técnicas ao Rio Grande do Sul

...