Estados Unidos querem investir mais em economia verde no Brasil

O CEO da Câmara Americana de Comércio (Amcham Brasil), Abrão Árabe Neto, disse  que as empresas dos Estados Unidos têm interesse em aprofundar as relações econômico-comerciais com o Brasil, especialmente em temas relacionados à economia verde, a energias limpas e a tecnologia sustentável.Abrão aponta que os Estados Unidos são o principal parceiro econômico do Brasil em termos de comércio e investimento, e isso faz aumentar cada vez mais o interesse em investir em cadeias produtivas, que vão de minerais críticos a equipamentos da área de saúde.

“Existe hoje um movimento de diversificação das cadeias produtivas para reduzir riscos sociais, políticos, climáticos e riscos sanitários, como a gente viu com a pandemia. Os Estados Unidos têm liderado esse movimento no mundo todo e o Brasil oferece uma série de condições que eu acho que são incomparáveis com relação a outros países”, afirmou o executivo.

“É um país com uma matriz energética limpa, que tem um longo histórico de parceria e de amizade com os Estados Unidos, estabilidade política. Um país democrático que, nesse conjunto de valores do ponto de vista americano e brasileiro, conta muito”, acrescentou Abrão.

De acordo com o CEO, as empresas americanas já estão “muito engajadas” no país e já investiram cerca de R$ 30 bilhões em economia verde no Brasil.

Para ele, esse é o momento certo para os dois países construírem uma agenda que leve a resultados concretos.

“Fizemos um levantamento de investimentos em ações de sustentabilidade ambiental no Brasil e muitos desses investimentos vieram de empresas americanas que atuam aqui. Só em 2023, identificamos mais de R$ 30 bilhões investidos por empresas aqui para ajudar a reduzir emissões de gás carbônico, aumentar sua eficiência energética e ações de economia circular. Então, isso mostra que existe um engajamento muito grande, sobretudo em um momento de convergências”.

Abrão observou ainda que esses temas já estão na mesa de negociações entre os dois países e também foram tratados no Fórum de Altos Executivos Brasil-Estados Unidos (Fórum de CEOs), ocorrido nesta sexta-feira (15), na sede do Ministério das Relações Exteriores, em Brasília

Na reunião, com 24 CEOs de empresas americanas e brasileiras, a secretária de Comércio dos Estados Unidos, Gina Raimondo, e o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, debateram os caminhos para aprofundar a relação comercial entre os dois países.

“Eu acho que tudo isso indica o caminho para os países se aproximarem ainda mais e que a gente possa ver um novo ciclo de investimentos americanos no Brasil”, concluiu Abrão.

...