Especialista explica como conversar com as crianças na volta às aulas

Contagem regressiva para a volta às aulas. Todos animados para rever os amigos e retomar a rotina? Nem sempre é assim. Em alguns casos, o retorno à escola traz angústia e insegurança não apenas as crianças ou jovens, mas também aos pais, que não sabem o que fazer.

Acolher, agir com firmeza, investigar o que está acontecendo, procurar a direção, mudar de escola?

Segundo a psicanalista e pedagoga Maristela Carvalho, esta angústia pode surgir por diversas razões, como dificuldade com uma matéria, um professor ou um colega. Seja o que for, temos que tomar cuidado, pois a escola é a primeira grande sociedade da criança, onde enfrentará as dificuldades do dia a dia, aprenderá a lidar com elas e a enfrentá-las.

“A criança que passa por uma dificuldade muito grande, não deve ser afastada do problema, ela precisa ser acompanhada, acolhida, orientada neste processo. Isso irá fortalecê-la para que, não apenas neste, mas também nos problemas futuros, quando adulta, consiga ter força para enfrentar”, explica.

Maristela aponta que o modo como lidamos com os impasses hoje e como apoiamos os nossos filhos, refletirá na maneira como eles farão mais tarde, na vida adulta.

“Os problemas seguirão acontecendo. Hoje, é na escola, mas em breve será com um chefe, um colega de trabalho, com colaboradores. Como resolvemos as situações ao longo da vida está relacionado às experiências da nossa infância. Por isso, é tão importante apoiar desde cedo crianças e jovens a enfrentarem cada desafio.”

...