Esferas de pedra antigas intrigam na Costa Rica

As misteriosas esferas de pedra são um fenômeno arqueológico fascinante na Costa Rica, encontradas principalmente no Delta de Diquís e na Isla del Caño. Com mais de 300 petrosferas, essas esferas de pedra, também conhecidas localmente como “bolas de piedra”, são comumente associadas à extinta cultura Diquís e, portanto, são chamadas de Esferas Diquís.

A descoberta dessas esferas ocorreu na década de 1930, quando a United Fruit Company estava realizando trabalhos de limpeza de terras no vale de Diquís. Os trabalhadores ficaram surpresos ao desenterrarem um grande número de esferas de pedra praticamente perfeitas em sua forma arredondada. As esferas variam em tamanho, desde alguns centímetros até impressionantes 2 metros de diâmetro, pesando até 15 toneladas. No entanto, o propósito exato de sua criação permanece um mistério. Embora haja várias teorias, há poucas evidências concretas. Alguns acreditam que as esferas representavam status ou realeza, enquanto outros as consideram símbolos tribais ou marcadores de posição.

De acordo com o arqueólogo da Universidade do Kansas, John Hoopes, as esferas foram provavelmente moldadas a partir de pedras redondas por meio de técnicas como fratura controlada, lascagem e trituração. Elas foram produzidas pela civilização extinta que habitava a região durante o Período Aguas Buenas (300-800 d.C.) e o Período Chiriquí (800-1550 d.C.). Infelizmente, a cultura responsável por sua criação desapareceu após a chegada dos espanhóis.

Determinar a idade exata dessas pedras esculpidas é um desafio, já que o método mais comum, a estratigrafia, não é viável para a maioria delas, pois não estão mais em seus locais originais.

As esferas também estão envoltas em muitos mitos e lendas. Alguns afirmam que elas vieram da lendária Atlântida, enquanto outros acreditam que foram formadas naturalmente. Na cosmogonia Bribri, compartilhada por grupos ancestrais como os Cabecares, as esferas de pedra são conhecidas como as “balas de canhão de Tara”. De acordo com a lenda, Tara ou Tlatchque, o deus do trovão, usou um martelo gigante para lançar as esferas contra os Serkes, deuses dos ventos e furacões, a fim de expulsá-los dessas terras.

Embora haja alegações de que as esferas são perfeitamente redondas, na realidade, algumas apresentam variações de mais de 5 centímetros de diâmetro. Além disso, devido aos danos e à erosão ao longo dos anos, é impossível determinar sua forma original com precisão.

As esferas de pedra continuam a intrigar os visitantes e pesquisadores, permanecendo como um mistério fascinante na história antiga da Costa Rica.

...