Encontrado navio naufragado com milhões de dólares em uísque e moedas de ouro

A história marítima está repleta de naufrágios misteriosos e tesouros perdidos que aguardam ser descobertos. Um desses relatos, que parece ter saído diretamente de um romance de aventura, é o do Westmoreland. Este navio a vapor encontrou seu trágico destino nas profundezas geladas do Lago Michigan em 1854, levando consigo uma carga agora estimada em mais de R$ 100 milhões, incluindo 280 barris de uísque e valiosas moedas de ouro. Após séculos submerso, este “museu subaquático” continua a fascinar historiadores, arqueólogos e aventureiros.

Um Naufrágio Histórico Descoberto

A descoberta do Westmoreland por Ross Richardson em 2010 marcou um ponto de virada na arqueologia subaquática moderna. “Ele é um dos naufrágios mais intactos e bem preservados da década de 1850 no planeta”, disse Richardson, um caçador de naufrágios que dedicou anos à pesquisa e exploração em busca dessa relíquia histórica. A preservação excepcional do Westmoreland no frio intenso do Lago Michigan oferece uma cápsula do tempo única da vida e comércio no século XIX.

Um Tesouro Além das Expectativas

A carga do Westmoreland, especificamente os 280 barris de uísque e as moedas de ouro, tem intrigado especialistas e entusiastas do mundo todo. A valorização desses barris, com base em comparações com vendas recentes de uísque antigo, sugere um potencial de mercado surpreendente. Brad Japhe, jornalista da Forbes EUA, especula que, se avaliado proporcionalmente a um caso semelhante de um uísque escocês, o tesouro poderia valer mais de US$ 871 milhões (aproximadamente R$ 4,5 bilhões). Esse cálculo transforma o Westmoreland em uma das descobertas mais valiosas do século.

Preservação e Potencial

Agora, Ross Richardson e sua equipe aguardam a aprovação para iniciar uma operação de salvamento que poderia recuperar não apenas os barris de uísque mas também outros artefatos valiosos do naufrágio. O desafio reside em preservar essas relíquias para a exibição pública, mantendo a integridade do local do naufrágio. Richardson expressa um desejo compartilhado por muitos: transformar o Westmoreland em um recurso educacional e cultural, permitindo que o público experimente de perto a história marítima da região.

O Legado do Westmoreland

A descoberta do Westmoreland e seu tesouro submerso não é apenas uma história de aventura e riqueza incalculável; é um lembrete da conexão humana com os mares e lagos que nos cercam. O potencial de recuperar e preservar o uísque e os artefatos do Westmoreland oferece uma oportunidade única de olhar para trás, para a vida no século XIX, através de um prisma diferente. Mais do que um tesouro, o Westmoreland representa um capítulo da história que ainda tem muito a ensinar. Enquanto aguardamos a possibilidade de recuperação e análise desses artefatos, somos lembrados do poder das histórias que jazem nas profundezas, aguardando serem contadas.

...