Celebração do centenário da primeira empresa de fundição de aço de Santa Catarina

Foto: Roberto Zacarias/Secom

O Governador do Estado, Jorginho Mello, participou da celebração do centenário da empresa Electro Aço Altona S.A, neste sábado, 23, em Blumenau. O evento aconteceu no setor 2 da Vila Germânica e reuniu diretores, colaboradores, familiares e autoridades da cidade.

Fundada em 1924, em Blumenau, como uma pequena fundição e oficina para reparos mecânicos sob o nome de Auerbach & Werner, a empresa cresceu ao longo das décadas, incorporando o aço em sua linha de produção e expandindo suas operações para se tornar a primeira fundição de aço de Santa Catarina e uma das primeiras do Brasil.

“O maior capital de uma empresa são as pessoas. E da pra ver que o grande patrimônio dessa empresa são os colaboradores. Só 10% das empresas no Brasil chegam aos 100 anos, e a Altona tem essa conquista que nos orgulha. Somos um estado onde o povo não se entrega, trabalha duro e por isso celebramos essas conquistas como é o caso da Altona de Blumenau. Desejo que essa empresa continue prosperando e dando orgulho para Santa Catarina”, destacou o governador Jorginho Mello durante o seu discurso.

Fabricando panelas de ferro, máquinas de moer carne, balanças de precisão e implementos agrícolas, a empresa cresceu e em 1934 adquiriu um forno de fusão elétrico a arco dando inicio à fundição de aço. Desde então a Companhia passou a ser conhecida com o nome de Electro Aço Altona S.A.

A empresa, controlada pela Companhia Werner S/A Agricultura e Comércio, atua no segmento de fundição de aço para várias atividades industriais, sendo as principais: infraestrutura, energia e mineração. Foi a primeira fundição de aço de Santa Catarina e uma das primeiras do Brasil. Situa-se entre as maiores empresas brasileiras em seu segmento e exporta para mais de 25 países.

“Agradecemos aos colaboradores que são a força da Altona, o resultado do que somos hoje vem do esforço de todos que estão aqui neste momento especial. Alcançamos esse marco de empresas brasileiras centenárias e isso nos enche de orgulho. Vamos continuar trabalhando firmes”, disse o vice-presidente da Altona, Eduardo Vetter.

siga google news disparada 1 128
...