As extraordinárias ruínas da Cidade de Pedras chamada de Machu Picchu do Brasil

No coração da Chapada Diamantina, a 433 km de Salvador (BA), existe um lugar que parece ter saído de um conto de fadas, mas que guarda em suas pedras a história real de uma época áurea. Igatu, um pequeno distrito situado no município de Andaraí, é um daqueles locais que desafiam o tempo e a lógica, onde as ruínas são pistas para a construção do futuro.

Entre as Ruínas e o Silêncio

Igatu é um universo à parte, com características arquitetônicas e sociais únicas. Com cerca de 480 habitantes, este distrito se destaca não apenas por sua beleza singular, mas também pela herança da era da mineração de diamantes que moldou sua história.

O Legado da Mineração

A história de Igatu começou em 1844, quando os primeiros diamantes foram descobertos no leito do Rio Cumbucas. Essa descoberta atraiu uma grande quantidade de garimpeiros para a Chapada Diamantina, dando início ao crescimento do povoado. Nos tempos áureos, no século 19, Igatu chegou a abrigar quase 10 mil habitantes, todos em busca de ouro, diamantes e carbonato.

Porém, à medida que as jazidas se esgotaram e os garimpeiros partiram, Igatu viu seu declínio. O rastro da exploração da mineração permanece visível até hoje, com ruínas e pedras desarrumadas, mas é justamente essa arquitetura peculiar que confere charme à cidade.

As Ruínas e a Arquitetura de Pedra

As ruínas de Igatu contam uma história intrigante. À medida que os visitantes caminham pelas cinco ruas principais do distrito, são recebidos por casinhas feitas de rocha que parecem ter surgido organicamente na paisagem. Algumas se escondem entre as formações rochosas, enquanto outras se projetam nos penhascos.

Essas casas eram construídas com pedras retiradas das minas, criando uma simbiose única com a geografia local. Eram utilizadas como moradias pelos garimpeiros, equilibrando a sofisticação com a necessidade de aproveitar o material disponível.

cidade de pedras2 1104111

O Roteiro pelo Distrito

Explorar Igatu é uma jornada fascinante. À medida que você se afasta do centro, se depara com as ruínas do antigo bairro de Luís dos Santos, cercadas por eucaliptos adornados com “barba de velho”. Essas plantas penduradas nos galhos se assemelham a fios de barba e adicionam um toque peculiar à paisagem.

No caminho, é impossível não notar a arquitetura em pedra que se revela no cemitério e na Igreja de São Sebastião, o padroeiro da vila. Durante muito tempo, ser enterrado o mais próximo possível do altar da igreja era um sinal de prestígio em Igatu.

Descendo mais, você encontrará parte do conjunto arquitetônico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que delimita o bairro Luís dos Santos. Nessa área, viviam os garimpeiros, com suas moradias ao longo da serra e casas lado a lado.

Pontos de Interesse e Cachoeiras

Ao explorar Igatu, você também pode visitar os antigos pontos de garimpo ao longo da serra, como Bicano, Califórnia e Raposo. Hoje, esses locais são atrações turísticas e oferecem pausas revigorantes para os visitantes.

A Califórnia, por exemplo, é o local ideal para um refrescante banho de cachoeira. Embora o acesso seja desafiador, a recompensa vale a pena. Ao final desse paraíso natural, você encontrará a estrada que o levará de volta à cidade de Andaraí.

Igatu é mais do que um simples distrito na Chapada Diamantina. É um testemunho vivo de uma época passada, onde a busca por riqueza mineral moldou o cenário e a arquitetura da cidade. Suas ruínas contam histórias fascinantes, e suas casas de pedra se fundem harmoniosamente com a paisagem circundante.

Ao visitar Igatu, você se transporta para um universo paralelo, onde o tempo parece ter parado. As ruínas são mais do que vestígios do passado; são pistas para um futuro que ainda está sendo construído.

É preciso desfrutar do silêncio enquanto se caminha pelas ruas de Igatu, pois é nesse silêncio que as respostas surgem. Este é um lugar que convida à contemplação, à reflexão sobre a relação entre a natureza e a humanidade, e à apreciação da beleza que pode ser encontrada mesmo nas ruínas do passado. Igatu é um tesouro escondido na Chapada Diamantina, esperando para ser descoberto por aqueles que buscam uma experiência única e enriquecedora.

...