As 20 maiores cidades do mundo em 2024

Esta é uma curiosidade muito comum na internet, considerando que muitas pessoas tem buscado conhecer inúmeros lugares do planeta, inclusive as maiores cidades do mundo.

As cidades são os motores do desenvolvimento global, abrigando mais da metade da população mundial. À medida que avançamos para 2024, é fascinante observar quais são as 20 maiores cidades do mundo, não apenas em termos de população, mas também considerando suas áreas urbanas e as projeções para os próximos anos. As maiores cidades do mundo em 2024 tem como base as cidades maiores em 2022, que apenas cresceram de forma proporcional, se mantendo na mesma posição.

Toda lista é contraditória em alguns pontos e sempre haverá discordância. Por isto, os dados que ofertamos aqui não são nossos, são de um órgão de atuação internacional, como você verá abaixo.

É interessante conhecer essas metrópoles gigantescas, destacando suas características únicas e o papel que desempenham no cenário global.

Assuntos:

As 20 maiores cidades do mundo

architecture 1868667 1280

Essas aglomerações, que são as maiores cidades do mundo, tem muitas coisas lindas para você conhecer e apresentam, obviamente, muitas oportunidades. Mas, também, tem muitos problemas, como poluição, criminalidade, insegurança, congestionamento e pobreza.

Se você observar os dados da Wikipédia e os dados do Relatório Mundial da ONU, o número de habitantes divergem bastante, de um para o outro. Nesta matéria, vamos nos basear no Relatório da ONU, por ser mais atual, muito embora parece estar com os números bem elevados. Em relação a levantamentos anteriores algumas cidades quase dobraram o número populacional.

Perceba que, China e Índia se destacam, tendo um maior número entre as maiores cidades do mundo.

As 20 cidades mais populosas do mundo em 2023, com base no Relatório Mundial das Cidades 2022 da ONU-Habitat:

De acordo com o Relatório Mundial das Cidades 2022 da ONU-Habitat, as 20 maiores cidades do mundo em termos de população urbana são:

RankCidadePaísPopulação (2023)
1TóquioJapão37,435,191
2DelhiÍndia32,323,055
3XangaiChina27,888,133
4São PauloBrasil22,249,453
5Cidade do MéxicoMéxico21,671,908
6CairoEgito21,322,364
7DhakaBangladesh21,006,894
8MumbaiÍndia20,439,103
9BeijingChina19,612,368
10OsakaJapão19,222,665
11ManilaFilipinas17,600,000
12Nova YorkEstados Unidos17,560,411
13KarachiPaquistão16,404,803
14KolkataÍndia15,089,989
15Los AngelesEstados Unidos13,293,332
16BangkokTailândia13,031,305
17ShenzhenChina12,832,485
18Buenos AiresArgentina12,783,087
19KinshasaRepública Democrática do Congo12,671,526
20GuangzhouChina12,663,635
Informações: Gemini

1. Tóquio, Japão – População: 37.435.191 pessoas

maiores cidades do mundo

Começamos esta lista das maiores cidades do mundo com Tóquio, capital do Japão, que ostenta o título de área metropolitana mais populosa do mundo, com cerca de 37 milhões de habitantes. Essa megalópole é um centro pulsante de atividade econômica e cultural, exercendo forte influência no cenário global.

Fundada como uma pequena vila de pescadores há séculos, Tóquio cresceu rapidamente para se tornar uma das maiores e mais influentes cidades do mundo. Sua localização estratégica e seu papel como centro político e econômico do Japão impulsionaram seu crescimento e desenvolvimento ao longo dos séculos. Seus templos e santuários antigos, como o Templo Senso-ji em Asakusa, coexistem harmoniosamente com a arquitetura contemporânea de bairros como Shibuya e Shinjuku.

Tóquio é uma cidade de contrastes, onde santuários antigos se encontram com arranha-céus reluzentes e bairros históricos coexistem com distritos de entretenimento modernos. Seus jardins tranquilos, como o Parque Ueno e o Jardim Imperial, oferecem refúgio da agitação da vida urbana, enquanto suas ruas movimentadas, como Shibuya e Shinjuku, são o coração pulsante da cultura pop e da moda contemporâneas.

Como um dos centros de tecnologia e inovação mais avançados do mundo, Tóquio está na vanguarda de avanços em campos como eletrônicos, automação e robótica. Seus distritos de negócios, como o famoso bairro de Akihabara, são o lar de empresas globais e startups inovadoras que impulsionam o progresso e o desenvolvimento.

A população de Tóquio experimentou um crescimento exponencial no século XX, impulsionado pelo êxodo rural e pela alta taxa de natalidade. Nas últimas décadas, a taxa de natalidade diminuiu e a população está envelhecendo, criando desafios para o sistema previdenciário e a força de trabalho. A imigração é vista como uma solução para amenizar os efeitos do envelhecimento populacional.

Tóquio enfrenta desafios como a alta densidade populacional, o congestionamento urbano e o alto custo de vida. A cidade investe em soluções inovadoras para melhorar a qualidade de vida, como transporte público eficiente, infraestrutura verde e tecnologias inteligentes.

A capital do Japão: Tóquio, é a cidade mais populosa do mundo em 2024. Com uma área urbana que se estende por quilômetros, a metrópole é um centro vibrante de cultura, economia e tecnologia. A população de Tóquio continua a crescer, apesar das previsões de estagnação demográfica no Japão.

2. Delhi, Índia – População: 32.323.055 pessoas

maiores cidades do mundo 1

Agora, vamos para a segunda da lista das maiores cidades do mundo. Delhi, capital da Índia, apresenta uma rica história, com grande desenvolvimento econômico. A metrópole, com seus mais de 32 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento do país.

Delhi tem uma história rica que remonta a mais de 2.000 anos, com evidências de ocupação humana desde o período do Império Maurya. Ao longo dos séculos, foi palco de diversos impérios e dinastias, incluindo os Mauryas, os Mughals e os Britânicos, cada um deixando sua marca única na cidade.

A cidade abriga a sede do governo federal e de importantes empresas multinacionais, impulsionando a economia indiana. A infraestrutura em constante expansão, com novos corredores de transporte e investimentos em energia, contribui para o crescimento econômico.

A cidade é adornada com uma infinidade de monumentos históricos e locais de importância cultural, como o complexo Qutub Minar, o Forte Vermelho e o Templo de Lótus. A mistura de estilos arquitetônicos, que vai desde estruturas islâmicas e mogóis até edifícios coloniais britânicos, reflete a diversidade da história de Delhi.

A alta densidade populacional gera desafios como congestionamento urbano, falta de moradia e acesso à serviços básicos. O governo implementa políticas para melhorar a infraestrutura urbana e a qualidade de vida da população.

Entre os desafios da cidade, enfrenta a pobreza, a desigualdade social, a poluição do ar e a escassez de água.

Delhi investe soluções inovadoras para melhorar a qualidade de vida, como transporte público eficiente, energia renovável e gestão de resíduos.

3. Xangai, China – População: 27.888.133 pessoas

maiores cidades do mundo

Xangai, a maior cidade da China e uma das maiores cidades do mundo, é um gigante em ascensão no cenário global. A metrópole, com seus mais de 28 milhões de habitantes, ostenta um desenvolvimento econômico e populacional impressionante, impulsionando a China como potência mundial.

Fundada há mais de mil anos como uma modesta vila de pescadores, Xangai floresceu ao longo dos séculos como um importante centro comercial e portuário. No século XIX, tornou-se um enclave internacional, atraindo comerciantes e investidores de todo o mundo e desempenhando um papel crucial no comércio global.

A cidade é famosa por sua impressionante arquitetura, que combina edifícios coloniais europeus, arranha-céus ultramodernos e templos antigos. O icônico Bund, à beira do rio Huangpu, oferece vistas deslumbrantes do skyline futurista de Pudong, lar de algumas das estruturas mais altas e emblemáticas do mundo.

Nos últimos anos, Xangai emergiu como um centro global de inovação e tecnologia, impulsionando avanços em áreas como inteligência artificial, biotecnologia e energia renovável. Parques tecnológicos e incubadoras de startups estão florescendo por toda a cidade, atraindo talentos e investimentos de todo o mundo. Assim se tornou uma das maiores cidades do mundo.

A exemplo de outras grandes cidades chinesas, Xangai enfrenta desafios como a desigualdade social, a poluição ambiental e o custo de vida elevado, fazendo um contraponto com os baixos salários que são pagos nas cidades mais industrializadas.

4. São Paulo, Brasil – População: 22.249.453 pessoas. A única cidade brasileira entre as maiores cidades do mundo, desta lista.

sao paulo 1

São Paulo, a capital paulista e a maior cidade do Brasil, ostenta o título de quarta maior metrópole do mundo em população, com mais de 22 milhões de habitantes, de acordo com a lista da ONU. Essa megalópole é um centro pulsante de atividade econômica e cultural, exercendo forte influência no cenário nacional e internacional, entre as primeiras das maiores cidades do mundo.

Fundada em 1554 pelos padres jesuítas, São Paulo começou como uma modesta vila de colonos portugueses, mas logo se tornou um centro agrícola e comercial na região. Nos séculos seguintes, sua população e influência cresceram exponencialmente, impulsionadas pela imigração e pela industrialização.

A capital paulista é o principal centro financeiro da América Latina, com sede da bolsa de valores brasileira, grandes bancos e empresas multinacionais. Hoje, São Paulo é o centro econômico e financeiro do Brasil, abrigando uma vasta gama de indústrias, empresas multinacionais e instituições financeiras. Seu skyline é pontuado por arranha-céus imponentes, enquanto seus distritos comerciais, como a Avenida Paulista, pulsam com atividade dia e noite.

Com uma população cosmopolita composta por pessoas de todas as regiões do Brasil e do mundo, São Paulo é uma verdadeira melting pot cultural. Seus bairros são repletos de restaurantes que oferecem uma ampla variedade de culinárias internacionais, além de uma cena artística e cultural diversificada, com teatros, museus e galerias de arte.

Apesar de seu sucesso e vitalidade, como uma das maiores cidades do mundo São Paulo enfrenta desafios urbanos significativos, incluindo trânsito congestionado, poluição e desigualdades socioeconômicas. No entanto, sua população demonstra uma notável resiliência e espírito empreendedor, encontrando maneiras criativas de superar esses obstáculos e construir um futuro melhor para todos.

5. Cidade do México, México – População: 21.671.908 pessoas

image 13

Outra sul-americana entre as maiores cidades do mundo é a Cidade do México, a capital mexicana e a quinta mais populosa do mundo. A metrópole, com seus quase 22 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento do país.

Fundada sobre as ruínas da antiga capital asteca de Tenochtitlán, a Cidade do México é uma encruzilhada de culturas e tradições. Monumentos históricos, como o Templo Mayor e o Palácio de Bellas Artes, coexistem com bairros modernos e animados, criando uma paisagem urbana única e fascinante.

A cidade é um paraíso para os amantes da arte e da arquitetura, com museus de classe mundial, como o Museu Nacional de Antropologia e o Museu Frida Kahlo, e uma mistura eclética de estilos arquitetônicos, desde prédios coloniais até arranha-céus contemporâneos.

Apesar de sua rica herança e vitalidade cultural, a Cidade do México enfrenta desafios modernos, como trânsito congestionado, poluição e desigualdade socioeconômica. No entanto, seus habitantes demonstram uma incrível resiliência e espírito comunitário, trabalhando juntos para enfrentar esses desafios e construir um futuro mais brilhante para todos.

6. Cairo, Egito – População: 21.322.364 pessoas

cairo 1980350 1280

A capital do Egito, Cairo, uma das maiores cidades do mundo. A metrópole, com seus mais de 21 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento do país e da região.

Situada às margens do rio Nilo, o Cairo é uma cidade que respira história e encanta com sua riqueza cultural. Capital do Egito e uma das mais antigas metrópoles do mundo, sua trajetória remonta a milênios de civilização, testemunhando a ascensão e queda de impérios e influenciando a humanidade com sua grandiosidade.

Recebe milhões de turistas todos os anos, e este é um dos principais setores da sua economia. Como um dos centros culturais mais antigos do mundo, o Cairo abriga uma miríade de monumentos históricos que datam de milênios. Das icônicas Pirâmides de Gizé e a Esfinge à Cidadela de Saladino e ao Museu Egípcio, cada pedra conta a história fascinante de uma civilização que perdura há milênios.

Hoje, o Cairo é uma metrópole pulsante, onde o antigo e o moderno se entrelaçam harmoniosamente. Seus labirintos de ruas estreitas estão repletos de vida, com bazares aromáticos, cafés movimentados e minaretes imponentes pontuando o horizonte.

7. Dhaka, Bangladesh – População: 21.006.894 pessoas

dhaka

Dhaka, a capital de Bangladesh e a nona na lista mais maiores cidades do mundo, ostenta um crescimento acelerado e uma vibrante cultura. A metrópole, com seus 21 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento do país.

Situada às margens do rio Buriganga, Dhaka é uma cidade que pulsa com energia, cultura e história. Como a capital e a maior cidade de Bangladesh, Dhaka é um centro de comércio, política e vida urbana, onde antigas tradições se misturam com influências modernas, criando uma atmosfera única e cativante.

Após a independência de Bangladesh em 1971, Dhaka experimentou um rápido crescimento urbano e industrial. A cidade se expandiu para além de suas muralhas históricas, transformando-se em uma metrópole moderna, com arranha-céus reluzentes e uma infraestrutura em constante evolução.

8. Mumbai, Índia – População: 20.439.103 pessoas

mumbai 4825544 1280

Mumbai, a capital financeira da Índia está entre as maiores cidades do mundo, com seus mais de 20 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento do país.

Anteriormente conhecida como Bombaim, Mumbai é uma cidade que encapsula a essência vibrante, diversidade cultural e energia inabalável da Índia. Como a maior cidade do país e um centro econômico e cultural, Mumbai é uma metrópole de contrastes, onde a tradição se funde com a modernidade em uma dança incessante de vida urbana.

Após a independência da Índia em 1947, Mumbai passou por uma transformação dramática. Tornou-se o epicentro da indústria cinematográfica indiana, conhecida como Bollywood, e do setor financeiro do país, abrigando a Bolsa de Valores de Mumbai e numerosas empresas multinacionais.

Apesar dos desafios, como congestionamento, pobreza e desigualdade, o espírito de Mumbai é inquebrável. Seus habitantes, conhecidos como Mumbaikars, são conhecidos por sua resiliência, determinação e espírito comunitário, que brilham mesmo nas horas mais difíceis.

9. Beijing, China – População: 19.612.368 pessoas

beijing 2676197 1280

Outra chinesa entre as maiores cidades do mundo, Beijing, a capital da China tem cerca de 19 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento do país.

As origens de Beijing podem ser rastreadas até mais de 3.000 anos atrás, quando era conhecida como Ji, uma das cidades-estado que compunham a antiga China. Desde então, Beijing foi a capital de várias dinastias, testemunhando momentos de glória e transformação ao longo dos séculos.

No século XX, Beijing passou por mudanças dramáticas. Desde a proclamação da República Popular da China em 1949, a cidade se modernizou rapidamente, transformando-se em um centro cosmopolita de negócios, educação e tecnologia.

Como a sede do governo central da China, Beijing desempenha um papel crucial na política nacional e internacional. O Grande Salão do Povo e a Praça Tiananmen são símbolos do poder e da governança do país.

10. Osaka, Japão – População: 19.222.665 pessoas

osaka

A segunda maior cidade do Japão, Osaka é a décima mais populosa da lista das maiores cidades do mundo. A metrópole, com seus mais de 19 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento do país.

Osaka, conhecida como a “Cozinha do Japão” e a “Cidade dos Mercadores”, é uma metrópole dinâmica e culturalmente rica que encapsula o espírito vibrante e acolhedor do país. Como a terceira maior cidade do Japão, Osaka é um caldeirão de tradição e modernidade, onde os visitantes são recebidos com uma mistura única de hospitalidade japonesa e energia urbana.

Ao longo dos séculos, Osaka se estabeleceu como um centro de comércio e indústria, desempenhando um papel crucial no desenvolvimento econômico do Japão. A cidade é conhecida por sua forte cultura empresarial e inovação, especialmente nos setores de manufatura e tecnologia.

11. Manila, Filipinas – População: 17.600.000 pessoas

manila 5466833 1280

A capital das Filipinas, Manila, é uma das maiores cidades do mundo. A metrópole, com seus mais de 17 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento do país.

Como o centro político, econômico e cultural do país, Manila desempenha um papel crucial na identidade e no desenvolvimento das Filipinas, enquanto mantém uma rica herança colonial e uma vibrante cena contemporânea.

Durante o domínio espanhol, Manila floresceu como um centro de comércio, cultura e religião no Pacífico Asiático. A cidade foi o ponto de partida para a galeão de Manila, uma rota comercial crucial que ligava a Ásia e a América, resultando em uma troca cultural significativa conhecida como Galleon Trade.

Após a guerra, as Filipinas finalmente alcançaram a independência em 1946, e Manila emergiu como a capital de uma nação jovem e promissora. Ao longo das décadas seguintes, a cidade passou por um rápido desenvolvimento urbano, enfrentando desafios como o crescimento populacional, tráfego congestionado e desigualdades sociais. No entanto, Manila também testemunhou avanços significativos em setores como tecnologia, negócios e cultura, consolidando sua posição como um centro regional de influência e inovação.

12. Nova York, Estados Unidos – População: 17.560.411 pessoas

nova iorque

Entre as maiores cidades do mundo, Nova York, a cidade mais populosa dos Estados Unidos tem uma rica história e uma vibrante cultura. A metrópole, com seus mais de 17 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo forte influência no cenário global.

A cidade que nunca dorme, é um ícone mundialmente reconhecido de diversidade, cultura e inovação. Nesta breve biografia, vamos explorar a rica história, as características distintivas e o impacto duradouro de uma das cidades mais influentes do mundo.

Fundada como Nova Amsterdã pelos colonizadores holandeses em 1624, a área que hoje é conhecida como Nova York rapidamente se tornou um ponto crucial de comércio e intercâmbio cultural. Em 1664, a cidade foi renomeada Nova York após ser capturada pelos britânicos, marcando o início de sua ascensão como um centro de poder e influência.

Leia mais:

Com sua icônica linha do horizonte pontilhada por arranha-céus, incluindo o Empire State Building e a Freedom Tower, Nova York é uma ode à engenhosidade humana e ao progresso urbano. Além dos marcos arquitetônicos, a cidade é adornada por símbolos culturais como a Estátua da Liberdade, um presente da França em 1886, que se tornou um emblema da liberdade e esperança para milhões ao redor do mundo.

Ao longo de sua história, Nova York enfrentou desafios significativos, desde crises econômicas até eventos traumáticos como os ataques de 11 de setembro de 2001. No entanto, a resiliência e determinação de seus habitantes sempre prevaleceram, impulsionando a cidade a se recuperar e se reinventar continuamente.

13. Karachi, Paquistão – População: 16.404.803 pessoas

karachi

A maior cidade do Paquistão e uma das maiores cidades do mundo, Karachi. A metrópole, com seus mais de 16 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento do país.

Karachi é uma verdadeira melting pot, abrigando uma mistura de etnias, línguas e religiões. Desde os sindhis nativos até os migrantes de Punjab, Baluchistão e além, a cidade é um reflexo da pluralidade do Paquistão. Além disso, comunidades minoritárias como os muhajirs, descendentes de muçulmanos que migraram da Índia após a partição em 1947, contribuíram para a rica diversidade cultural de Karachi.

Como o centro financeiro e comercial do Paquistão, Karachi desempenha um papel vital na economia nacional. Seu porto movimentado é um dos mais movimentados do sul da Ásia, facilitando o comércio internacional e impulsionando o crescimento econômico. Além disso, a cidade abriga uma variedade de indústrias, desde têxteis até tecnologia da informação, contribuindo para sua posição como um hub de negócios dinâmico.

Karachi é uma cidade rica em cultura e patrimônio, com uma infinidade de locais históricos, mercados vibrantes e uma cena artística pulsante. De monumentos como o Mausoléu de Quaid-e-Azam Muhammad Ali Jinnah, fundador do Paquistão, a festivais coloridos como o Basant, a cidade oferece uma infinidade de experiências para os visitantes e moradores locais.

14. Kolkata, Índia – População: 15.089.989 pessoas

kolkata 1

Kolkata, anteriormente conhecida como Calcutá, é uma das cidades mais vibrantes e culturalmente ricas da Índia. Situada na margem leste do rio Hooghly, tem uma história que remonta à época da Índia britânica, sendo um importante centro comercial e cultural durante esse período.

Com seus mais de 15 milhões de habitantes, Kolkata se coloca entre as maiores cidades do mundo e se torna um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento da região e da Índia como um todo.

Fundada como uma modesta vila de pescadores pelos britânicos em 1690, Kolkata logo se tornou o epicentro do domínio colonial britânico na Índia Oriental. Sob o governo da Companhia das Índias Orientais, a cidade floresceu como um centro de comércio e cultura, atraindo comerciantes, intelectuais e artistas de todo o mundo.

Os bairros de Kolkata são um tesouro de arquitetura colonial e patrimônio histórico. De edifícios majestosos como o Victoria Memorial e o Palácio de Rajbari a ruas pitorescas em bairros como Kumartuli e Bowbazar, cada esquina conta uma história fascinante do passado glorioso da cidade.

Apesar de sua rica herança cultural, Kolkata enfrenta desafios significativos, incluindo questões de infraestrutura, pobreza e poluição. No entanto, a cidade está passando por um processo de renovação, com iniciativas de desenvolvimento urbano e revitalização cultural que visam preservar e promover sua identidade única.

15. Los Angeles, Estados Unidos – População: 13.293.332 pessoas

los angeles 2506269 1280

A segunda mais populosa dos Estados Unidos é muito conhecida mundialmente pelos seus cassinos. Essa que é uma das maiores cidades do mundo, com seus mais de 13,2 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento da Califórnia e do país como um todo.

Conhecida como a cidade dos anjos, é uma metrópole em constante movimento por sua influência na indústria do entretenimento, sua diversidade cultural e seu clima ensolarado. Fundada em 1781 pelos colonizadores espanhóis, Los Angeles começou como uma pequena vila agrícola conhecida como El Pueblo de Nuestra Señora la Reina de los Ángeles del Río de Porciúncula. Com o tempo, a cidade cresceu e se expandiu, tornando-se um importante centro comercial e cultural na região.

No início do século XX, Los Angeles emergiu como o epicentro da indústria cinematográfica, atraindo artistas, cineastas e aspirantes a estrelas de todo o mundo. Com o surgimento dos grandes estúdios de Hollywood, como a Paramount Pictures, Warner Bros. e Universal Pictures, a cidade se tornou sinônimo de glamour e fama, lançando as bases para sua reputação como a “Capital do Entretenimento”.

Apesar de sua fama e riqueza, Los Angeles enfrenta desafios significativos, incluindo questões de trânsito, habitação e desigualdade social. No entanto, a cidade também está na vanguarda da inovação e do progresso, com iniciativas para enfrentar esses desafios e criar um futuro mais sustentável e inclusivo para todos os seus residentes.

16. Bankok, Tailândia – População: 13.031.305 pessoas

bankok

Bangkok, a capital da Tailândia, conta com mais de 13 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento do país. Entre as maiores cidades do mundo, é centro comercial do mundo.

Fundada em 1782 pelo rei Rama I, Bangkok emergiu como o centro político, cultural e econômico da Tailândia. Originalmente conhecida como Krung Thep, que significa “Cidade dos Anjos”, Bangkok cresceu a partir das margens do rio Chao Phraya, tornando-se uma cidade de contrastes onde arranha-céus modernos se erguem ao lado de templos antigos.

Bangkok é lar de alguns dos templos mais sagrados e impressionantes do mundo. O icônico Wat Phra Kaew, que abriga o Buda de Esmeralda, e o majestoso Wat Arun, com suas torres adornadas, são apenas dois exemplos da rica arquitetura religiosa que pontua a paisagem da cidade, convidando os visitantes a uma jornada espiritual e contemplativa.

Bangkok é uma cidade de contrastes, onde a modernidade se mistura com a tradição em uma fusão intrigante de estilos de vida. Enquanto bairros como Sukhumvit e Silom exibem arranha-céus reluzentes e shoppings de luxo, áreas como Chinatown e Thonburi oferecem um vislumbre da vida cotidiana e da autenticidade da cidade.

17. Shenzhen, China – População: 12.832.485 pessoas

shenzhen

Com uma história notável e um dinamismo econômico e populacional impressionante, Shenzhen conta com mais de 17,5 milhões de habitantes, a cidade se destaca como um centro de inovação tecnológica e um importante polo industrial, situando-se entre as maiores cidades do mundo.

Até o final do século XX, Shenzhen era uma pequena vila de pescadores situada nas margens do Rio das Pérolas, ao lado de Hong Kong. Em 1979, o governo chinês designou Shenzhen como a primeira Zona Econômica Especial (ZEE), um marco que desencadeou um período de crescimento explosivo e transformação sem precedentes na cidade.

Hoje, Shenzhen é reconhecida como um dos principais centros de inovação e tecnologia do mundo. A cidade abriga algumas das empresas mais inovadoras do planeta, incluindo gigantes como Huawei, Tencent e DJI, que estão na vanguarda de avanços tecnológicos em áreas como telecomunicações, internet e drones.

Apesar do rápido desenvolvimento, Shenzhen mantém suas raízes históricas e culturais. Os visitantes podem explorar templos antigos e mercados tradicionais, ao mesmo tempo em que testemunham a visão futurista da cidade em suas modernas galerias de arte e parques temáticos de alta tecnologia. A diversidade de Shenzhen, tanto em sua população quanto em sua paisagem, é um testemunho de sua resiliência e adaptabilidade.

18. Buenos Aires, Argentina – População: 12.783.087 pessoas

buenos aires 7334367 1280

Buenos Aires, a capital da Argentina, é uma cidade de grande importância cultural, econômica e política para o país. Localizada na costa leste da Argentina, a cidade é conhecida por sua arquitetura europeia, vida noturna vibrante e a famosa dança do tango. A cidade é um dos principais destinos turísticos da América do Sul e desempenha um papel crucial na economia argentina.

A capital da Argentina e a segunda mais populosa da América do Sul, com seus mais de 12 milhões de habitantes, é um centro pulsante de atividade econômica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento do país. Por isto, também, está entre as maiores cidades do mundo.

Buenos Aires é o berço do tango, uma dança apaixonada e melodramática que encapsula a alma da cidade. Nas ruas de San Telmo e nos salões de dança de La Boca, os ritmos sensuais do tango ecoam pela noite, cativando visitantes e moradores locais.

Além do tango, a cidade é um paraíso para os amantes da cultura, com uma infinidade de teatros, galerias de arte e museus. Do icônico Teatro Colón às coloridas casas de La Boca, há sempre algo novo para descobrir em Buenos Aires.

Buenos Aires é uma cidade de contrastes, onde a opulência do bairro de Recoleta se encontra com a autenticidade de bairros como Palermo Soho e Villa Crespo. A arquitetura varia de edifícios neoclássicos a arranha-céus modernos, refletindo a rica história da cidade.

19. Kinshasa, República do Congo – População: 12.671.526 pessoas

kinshasa

Peculiar entre as maiores cidades do mundo, Kinshasa, a capital da República Democrática do Congo é a terceira mais populosa da África, tem cerca de 12 milhões de habitantes, sendo um centro pulsante de atividade económica e social, exercendo um papel crucial no desenvolvimento do país.

Fundada como uma vila comercial pelos colonizadores belgas no final do século XIX, Kinshasa testemunhou um rápido crescimento durante o período colonial e pós-independência. Hoje, é uma metrópole em constante expansão, lar de milhões de pessoas de diversas origens étnicas e culturais.

Como muitas cidades africanas, Kinshasa enfrenta uma série de desafios, incluindo pobreza, infraestrutura precária e instabilidade política. No entanto, seus habitantes mostram uma incrível resiliência e determinação para superar esses obstáculos e construir um futuro melhor para suas comunidades.

Como capital política e econômica do país, Kinshasa desempenha um papel crucial no destino da República Democrática do Congo. O governo central, as instituições financeiras e as empresas multinacionais têm sede na cidade, contribuindo para sua importância regional e global.

20. Guangzhou, China – 12.663.635 pessoas

guangzhou 2278473 1280

A última da lista das 20 maiores cidades do mundo, Guangzhou, conhecida historicamente como Cantão, é uma das cidades mais vibrantes e economicamente significativas da China. Localizada na província de Guangdong, tem desempenhado um papel crucial no desenvolvimento comercial e industrial do país. A cidade é um centro para o comércio internacional, especialmente conhecida por sua feira de Cantão, que atrai milhares de visitantes de todo o mundo.

Fundada mais de 2.000 anos atrás como uma importante rota comercial durante a Dinastia Qin, Guangzhou sempre desempenhou um papel vital no comércio regional e internacional. Ao longo dos séculos, a cidade atraiu comerciantes e viajantes de todo o mundo, enriquecendo sua cultura e influenciando sua arquitetura e gastronomia.

Nos últimos anos, Guangzhou emergiu como um centro de inovação e tecnologia na China. Parques industriais e incubadoras de startups estão florescendo por toda a cidade, impulsionando avanços em áreas como inteligência artificial, biotecnologia e energias renováveis.

As maiores cidades do mundo

À medida que avançamos para 2024 e além, fica evidente que as cidades ao redor do mundo estão se transformando rapidamente, tanto em termos de população quanto de infraestrutura urbana.

A projeção de que mais da metade da população mundial já vive em áreas urbanas, com expectativas de que esse número cresça para quase 70% até 2050, destaca a importância crítica do investimento em desenvolvimento sustentável. As cidades não apenas continuam a expandir suas fronteiras físicas, mas também enfrentam desafios significativos relacionados à densidade populacional, mobilidade urbana e sustentabilidade ambiental.

Este artigo explorou as 20 maiores cidades do mundo em 2024, oferecendo uma visão detalhada de suas áreas urbanas, populações e projeções futuras. À medida que essas metrópoles se esforçam para se adaptar e prosperar em um mundo em rápida mudança, a necessidade de políticas inovadoras e investimentos estratégicos nunca foi tão premente.

O futuro das maiores cidades do mundo é um reflexo direto das ações que tomamos hoje, e o caminho para um desenvolvimento urbano mais inclusivo e sustentável requer a colaboração de todos os setores da sociedade.

Outras metrópoles entre as maiores cidades do mundo

Toda lista é, de certa forma, incompleta ou duvidosa. Afinal, os dados mensurados podem não ser os mais confiáveis. Entretanto, oferecem um ponto de partida, para estudos mais aprofundados. Vejamos outras cidades que estão entre as maiores do mundo:

Outras megametrópolis, entre as maiores cidades do mundo, são: Rio de Janeiro, Jacarta, Xunquim, Seul, Istambul, Lagos, Moscou, Paris, Bogotá, Lima, Londres, Teerã, Chicago e Madrid.

A China possui inúmeras entre as maiores cidades do mundo, todas acima de 10 milhões de pessoas. Não é a toa que é o país mais populoso do mundo. Destacamos as seguintes cidades, Hyderabad, Chongqing, Chengdu, Dongguan, Xi’an, Hangzhou, Nanjing, Shanghai e Nanquim.

Com certeza, estas metrópoles, com toda a sua concentração populacional, são referências econômicas e sociais, embora, com muitos problemas. O crescimento populacional é substancial, e estas cidades, assim como outras, terão muitos problemas futuros, daqui uns 20 ou 30 anos, especialmente para duas áreas: emprego e renda para os jovens e acomodação e tratamentos de saúde para os idosos.

Alguns problemas que as maiores cidades do mundo enfrentarão nos próximos 50 anos

sao paulo 2 1

Nos próximos 50 anos, as maiores cidades do mundo enfrentarão uma série de desafios complexos e interconectados que exigirão soluções inovadoras e colaborativas. Aqui estão 10 futuros problemas que as cidades poderão enfrentar:

  • Crescimento Populacional Descontrolado: O aumento da população urbana colocará uma pressão adicional sobre os recursos naturais, infraestrutura e serviços essenciais, como habitação, saúde e educação.
  • Mudanças Climáticas e Desastres Naturais: As cidades serão cada vez mais vulneráveis a eventos climáticos extremos, como enchentes, tempestades e ondas de calor, exigindo medidas de adaptação e mitigação para proteger a população e a infraestrutura.
  • Poluição Ambiental e Qualidade do Ar: O aumento da industrialização e do tráfego urbano contribuirá para níveis cada vez mais altos de poluição do ar, afetando a saúde pública e a qualidade de vida dos habitantes das cidades.
  • Desigualdade Socioeconômica: O crescimento econômico desigual e a distribuição desigual de recursos podem agravar a disparidade entre ricos e pobres, criando tensões sociais e aumentando a exclusão social.
  • Mobilidade Urbana e Congestionamento: O aumento do número de veículos nas ruas das cidades pode levar a um congestionamento ainda maior e a um aumento do tempo de deslocamento, afetando negativamente a produtividade e a qualidade de vida dos cidadãos.
  • Escassez de Água e Gestão de Recursos Hídricos: O rápido crescimento populacional e o aumento da demanda por água potável podem levar a uma escassez de recursos hídricos e exigir medidas de conservação e gestão sustentável dos recursos.
  • Habitação Inadequada e Segurança Habitacional: O aumento do custo da moradia pode levar a uma crise habitacional, com muitos residentes enfrentando moradias precárias, superlotação e falta de acesso a serviços básicos.
  • Desafios de Saúde Pública: O aumento da urbanização pode aumentar o risco de doenças transmissíveis e não transmissíveis, além de desafiar os sistemas de saúde das cidades para fornecer cuidados acessíveis e de qualidade a uma população em rápido crescimento.
  • Segurança e Criminalidade Urbana: O aumento da densidade populacional e as disparidades socioeconômicas podem levar a desafios de segurança pública, incluindo crime, violência e desordem urbana, exigindo estratégias eficazes de prevenção e aplicação da lei.
  • Gestão de Resíduos e Sustentabilidade Ambiental: O aumento da produção de resíduos e a necessidade de gerenciamento adequado dos resíduos sólidos urbanos serão desafios importantes para as cidades, que precisarão adotar práticas sustentáveis ​​de reciclagem e gestão de resíduos para reduzir o impacto ambiental.
...