Alunos do Curso Técnico em Agronegócio conhecem agroindústria Queijos Balbinot

Visitas técnicas são oportunidades para os estudantes vivenciarem a realidade do setor agropecuário, conhecerem as diferentes atividades e operações realizadas, e interagirem com profissionais da área, ampliando sua visão e perspectivas.

Para proporcionar maior conhecimento aos alunos do Curso Técnico em Agronegócio do polo de São Miguel do Oeste (SC), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), promoveu juntamente com o Sindicato dos Produtores Rurais de São Miguel do Oeste, uma saída de campo à agroindústria Queijos Balbinot.

A queijaria familiar fica localizada no interior de Guaraciaba (SC) e é administrada pela Técnica em Agroindústria Aline Balbinot e seu esposo Uilian de Valle. “Durante a visita os alunos puderam conhecer a trajetória da agroindústria que, atualmente, produz queijo e doce de leite de maneira artesanal, possuindo inspeção municipal (SIM) e Selo ARTE para todos os produtos. Os estudantes conheceram instalações como o setor de produção, a câmara de estocagem e o setor de embalagem. Também, os proprietários mostraram como todo o leite utilizado na industrialização é proveniente da propriedade”, relatou a coordenadora do polo de SMO Crisline Calasans.

Alunos do curso Técnico em aula pratica

Tanto a agroindústria quanto a produção leiteira da propriedade Balbinot são acompanhadas pelo Programa de Assistência Gerencial (ATeG). No programa voltado à Agroindústria Artesanal, Aline conta com a supervisão da técnica de campo Larissa da Fré. A técnica também é tutora do curso na disciplina de Produção do Agronegócio e Segurança dos Alimentos nas Cadeias Produtivas e esteve acompanhando a visita técnica.

“A Queijos Balbinot conquistou diversas melhorias com o acompanhamento da ATeG. Foi possível aderir o Selo ARTE que permite comercialização nacional, além de reconhecimentos por meio de prêmios nacionais e internacionais. O mais recente foi a participação no Prêmio Nacional ‘ATeG Gestão, Resultado que Alimenta 2023’ na categoria Agroindústria, uma importante demonstração da dedicação e sucesso da família”, frisou a técnica Larissa.

A importância de promover oportunidades aos estudantes foi ressaltada pelo presidente do Sistema Faesc/Senar-SC José Zeferino Pedrozo. “Ao conhecer uma agroindústria próspera como essa os estudantes podem adquirir novas técnicas como produção, manejo e gestão. Importantes habilidades para o bom desenvolvimento da profissão”.

SOBRE O CURSO

“O técnico em Agronegócio formado pelo Senar/SC é um profissional qualificado para a execução de procedimentos de gestão do agronegócio, com competências para o planejamento, organização e controle das atividades de gestão e operação do setor”, explicou a coordenadora da formação técnica do Senar/SC, Kátia Zanela.

O ensino é feito 80% na modalidade online e 20% presencial, totalizando 1.200 horas, ou seja, dois anos. “Sabemos que o agronegócio é um setor dinâmico e em constante evolução, que demanda profissionais qualificados e atualizados.

Por isso, promovemos o ensino gratuito e de qualidade, como forma de contribuir para o desenvolvimento do setor e para a geração de oportunidades”, reforçou o superintendente do Senar/SC, Gilmar Zanluchi.

Além do Curso Técnico em Agronegócio oferecido em 16 polos catarinenses (Araranguá, Braço do Norte, Campo Alegre, Campos Novos, Canoinhas, Fraiburgo, Joaçaba, Joinville, Lages, Paulo Lopes, Rio do Sul, São Joaquim, São José, São Miguel do Oeste, Seara e Taió).

O estado de Santa Catarina também conta com os seguintes cursos: Técnico em Zootecnia (Braço do Norte, Campo Alegre, Campos Novos, Lages, Rio do Sul e São José); Fruticultura (Fraiburgo e São Joaquim) e Florestas (Polo de Lages).

...