A descoberta no Brasil de fósseis de povos antigos anteriores às pirâmides do Egito

O Brasil que é uma terra de grandes proporções e belezas naturais incontestáveis, apresenta seus mistérios do passado em novas descobertas impressionantes.

Mas recentemente, na cidade costeira de São Luís, capital do estado do Maranhão, topógrafos avaliando um terreno para um novo complexo de apartamentos fizeram uma descoberta inesperada.

O que inicialmente seria apenas mais um projeto de construção, transformou-se em um palco para um dos achados arqueológicos mais significativos do Brasil.

A equipe de Wellington Lage, da “W Lage Arqueologia”, contratada pela MRV em 2019 para avaliar a Fazenda da Rosane, descobriu um sítio arqueológico de múltiplas camadas. Eles encontraram 43 esqueletos humanos e mais de 100.000 artefatos, revelando uma história humana que remonta a cerca de 9.000 anos.

Nos últimos quatro anos, a equipe de Lage, composta por arqueólogos, químicos, um historiador e um documentarista, trabalhou incansavelmente no local. Eles desenterraram artefatos de diferentes períodos, incluindo itens Tupinambá na camada superior e vestígios de povos amazônicos em camadas mais profundas. Um monte de sambaqui foi encontrado datando de 8.000 a 9.000 anos.

A descoberta sugere que a região do Brasil moderno foi colonizada aproximadamente 1.400 anos antes do que se pensava anteriormente. Essa evidência desafia a narrativa tradicional sobre a colonização humana no país e pode mudar nossa compreensão do passado pré-histórico do Brasil.

Embora os artefatos tenham sido datados com base em sua profundidade, análises isotópicas confirmatórias ainda estão pendentes. Esta etapa é crucial para validar a idade dos artefatos e esqueletos encontrados.

A descoberta em São Luís tem sido comparada ao sítio arqueológico Boqueirão da Pedra Furada, que enfrentou debates sobre sua datação. Alguns estudos sugerem evidências de ocupação humana no local há mais de 20.000 anos, embora essa afirmação continue a ser objeto de debate acadêmico.

O sítio arqueológico de São Luís, com seus inúmeros artefatos e esqueletos, representa um marco significativo na arqueologia brasileira. Essa descoberta não só enriquece nosso entendimento da história pré-colonial do Brasil, mas também destaca a importância de preservar e estudar nosso passado.

À medida que a equipe continua sua pesquisa meticulosa, aguardamos com expectativa as futuras publicações e exposições que trarão novas percepções sobre a longa e fascinante história de assentamento humano no Brasil.

...