16 palavras no plural que todo mundo erra

A língua portuguesa possui suas nuances, e uma delas é a formação do plural de certas palavras, que frequentemente deixam as pessoas na dúvida sobre qual é a maneira correta de dizê-las.

Adeus: No plural, torna-se “adeuses”, seguindo a regra geral de adicionar um “es” ao final.

Álcool: No plural, torna-se “álcoois”, aplicando a mudança do “ol” para “ois” em algumas palavras.

Ananás: No plural, torna-se “ananases”, adicionando “es” sem alteração na terminação.

Arroz: No plural, torna-se “arrozes”, aplicando a regra de adicionar “es” para palavras terminadas em “z”.

Cidadão: No plural, torna-se “cidadãos”, alterando o “ão” para “ãos”.

Cônsul: No plural, torna-se “cônsules”, seguindo a regularidade de mudança para “es”.

Gel: No plural, torna-se “geles” ou “géis”, variando conforme a pronúncia preferida.

Giz: No plural, torna-se “gizes”, adicionando “es” após a terminação em “z”.

Lápis: Mantém-se inalterado no plural, característica de palavras invariáveis.

Mel: Possui dois plurais possíveis: “meles” ou “méis”, dependendo da região.

Pires: Permanece igual no plural, sendo outra palavra invariável.

Rouxinol: No plural, torna-se “rouxinóis”, seguindo a transformação de “ol” para “óis”.

Sacristão: No plural, torna-se “sacristães”, mudando “ão” para “ães”.

Sol: Admite dois plurais: “soles” para referência astronômica e “sóis” em uso poético ou variado.

Vilão: Pode ser pluralizado como “vilãos” ou “vilões”, dependendo do contexto.

Têxtil: Torna-se “têxteis” no plural, seguindo a regra de mudança para “eis” em palavras terminadas em “il”.

Dominar a língua portuguesa inclui compreender suas particularidades, como a formação do plural de certas palavras. Ao aprender as regras e exceções, você estará fortalecendo suas habilidades de comunicação e expressão. Aprofunde seus conhecimentos em português por meio de estudo, prática e uso frequente da língua, garantindo assim uma comunicação mais eficaz em todas as situações.

Fonte: Meu Valor Digital

...